Últimas notícias

Fique informado

Brasil ganha sistema de telemedicina que conecta hospitais, profissionais de saúde e faculdades de medicina

24/05/2019

A empresa brasileira Csanmek, especializada em sistemas e soluções para o mercado educacional, acaba de lançar o primeiro sistema nacional de telemedicina. A intenção é levar atendimento médico de qualidade para as regiões mais remotas e carentes do País.

O console desenvolvido pela Csanmek conta com tecnologia para diversos diagnósticos, como ultrassom, dermatoscópio, estetoscópio digital, radiologia e eletrocardiograma. O sistema funciona de maneira online e conecta hospitais, médicos, profissionais de saúde e faculdade de medicina.

A ferramenta permite ainda o envio em tempo real de prontuários e exames clínicos para análise de especialistas em qualquer região do País.

O sistema está em uso, desde o ano passado, no Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre (RS). Por meio da plataforma, pacientes de várias regiões do estado gaúcho tem recebido atendimento online de qualidade nas mais variadas áreas médicas.

A Csanmek pretende levar a tecnologia para cerca de 2 mil hospitais no Brasil e também implantar em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

“Com o console de telemedicina, hospitais de grandes grupos de planos de saúde poderão, inclusive, vender os serviços médicos para todas regiões do País, criando assim um novo modelo de negócio e uma nova área de receita”, comenta Claudio Santana, fundador da Csanmek.

Sobre a Csanmek 

A CSANMEK é uma empresa brasileira que surgiu com a missão de ser referência em novas tecnologias de simulação, para auxiliar as técnicas educacionais no uso das metodologias ativas.

Desenvolve ferramentas e projetos educacionais para suporte aos docentes e discentes, visando melhor qualificação para futuros profissionais das diversas áreas da saúde.

Com dois anos no mercado, a empresa atua no desenvolvimento de soluções para atender as necessidades das instituições de ensino, trazendo sempre o que há de melhor no mercado mundial.

  Veja nossa coluna de Saúde

Pontos importantes da Resolução CFM nº 2.227/2018 – Ouça

China radicaliza o uso de inteligência artificial na medicina

CFM revoga a Resolução que trata da Telemedicina