Últimas notícias

Fique informado

Como escolher o melhor banco de dados na nuvem

29 de junho de 2021

Spotlight

Entenda o Incidente de Segurança no Siafi que fez o Tesouro exigir a autenticação exclusivamente com Certificados Digitais ICP-Brasil

No Siafi os certificados ICP-Brasil vão conferir Integridade, autenticidade, conformidade, confidencialidade, disponibilidade, legalidade e irretratabilidade.

22 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Entrevista com Oscar Zuccarelli da Certisign sobre segurança cibernética

Oscar Zuccarelli, Gerente de Segurança da Informação, Proteção de Dados e Prevenção a Fraudes da Certisign.

22 de abril de 2021

Veja o que diz a Serasa sobre as mudanças na declaração IRPJ 2021. Ouça

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas.

3 de fevereiro de 2021

Tudo o que os comerciantes precisam saber sobre o PIX pela Soluti. Ouça

A Soluti, especialista em tecnologia da informação, explica em detalhes o funcionamento do PIX para os comerciantes

14 de dezembro de 2020

AET Europe e AARB reunem-se para gerar negócios para as ARs

AET Europe é uma empresa global na área de soluções de segurança digital. Com matriz na Holanda, escritórios na Suíça e em Portugal e representação no Brasil.

12 de abril de 2019

Um dos pontos mais significativos nessa jornada das companhias para a nuvem são os bancos de dados, considerados hoje como o ‘novo petróleo’

Por Guilherme Barreiro

Guilherme Barreiro, diretor geral da Nextios

A computação em nuvem já é uma realidade no dia a dia de milhares de empresas. O que surgiu como uma tecnologia promissora hoje já possui um consolidado histórico de sucesso. Ainda mais com a pandemia, que acendeu o alerta para a digitalização, às vezes tardia, de milhares de negócios.

A nuvem serve como uma potencializadora, permitindo o crescimento dos ambientes digitais de forma mais rápida, escalável, com um bom custo-benefício e possibilitando que a equipe de tecnologia da sua empresa foque no negócio principal, e não em detalhes – importantes – mas automatizáveis pela cloud, se feitos com o acompanhamento de um parceiro especializado.

Também permite a continuidade, diminuindo os riscos de seu negócio ser impactado negativamente por algum tipo de acidente ou falha. 

Um dos pontos mais significativos nessa jornada das companhias para a nuvem são os bancos de dados. Dados que são considerados hoje como o ‘novo petróleo’.

Mas como aproveitar ao máximo esse bem tão valioso e, em especial, como armazená-lo da melhor forma possível? Afinal, para seguir com a analogia, se você encontrar um poço de petróleo em seu terreno, você não vai extraí-lo com uma pá de criança e guardar em um baldinho, certo? Você vai contratar uma empresa especializada, que entenda desse negócio. O mesmo vale para os bancos de dados. 

E tudo hoje usa algum tipo de armazenamento em nuvem: do simples jogo para o smartphone, pequeno e-commerce às gigantes das redes sociais, todas, de alguma forma, armazenam e tratam esses dados para usar estrategicamente em seus negócios. Mas qual é a melhor opção? Abaixo algumas possibilidades de bancos de dados e seus usos mais comuns: 

• Relacional: indicado para comércio eletrônico, ERP e CRM 

• Em memória: armazenamento em cache. Usado em placares de jogos e aplicações geoespaciais, por exemplo

• Chave-valor: utilizado em aplicações web de alto tráfego, como jogos eletrônicos 

• Documento: usado em catálogos, gerenciamento de conteúdo, perfis de usuários etc. 

• Grafo: usado em redes sociais, detecção de fraudes, mecanismos de recomendação etc. 

• Séries temporais: indicado para DevOps, aplicativos IoT, telemetria industrial etc. 

• Coluna ampla: utilizado em aplicativos industriais de grande escala 

• Ledger: comum em sistemas de registros, cadeias de suprimentos, registros de transações bancárias etc. 

E qual desses é o melhor? Depende. Cada um é projetado para um tipo de uso. Simplificando, imagine os bancos de dados como o armário do seu quarto, que possui vários compartimentos.

Se você precisa guardar uma calça ou um grande casaco, você vai escolher pendurar em um cabide ou dobrar e espremer o conteúdo em uma pequena gaveta? E as meias? Você vai colocar na gaveta ou pendurá-las, uma a uma, no cabide? E não é que as gavetas ou a parte ampla para os cabides são ruins ou boas.

Elas são apenas adequadas para cada tipo de uso. O mesmo vale para os bancos de dados. Cabe à empresa, junto ao seu parceiro estratégico, avaliar qual é o modelo mais indicado para as aplicações do seu negócio, sempre pensando na melhor performance e custo. 

5 itens de segurança em nuvem indispensáveis para 2021

Tribunal de Contas de Rondônia adota plataforma de produtividade e colaboração em nuvem com apoio da Brasoftware

Tecnologia em nuvem ajuda empresas a driblar a crise e crescer

Você quer acompanhar nosso conteúdo? Então siga nossa página no LinkedIn!