Últimas notícias

Fique informado

Certificação Digital para médicos e hospitais: Um sonho possível e ao nosso alcance

07/07/2015

Spotlight

A Estônia já está aqui. Por Marcelo Buz

Artigo do diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI, Marcelo Buz, e uma comparação entre Brasil e Estônia.

18/02/2020

A evolução do processo judicial eletrônico. Por Ophir Cavalcante Junior

O processo judicial eletrônico (PJE) veio para atender esse novo momento e a exigência de uma prestação jurisdicional mais célere.

17/02/2020

Comitê Gestor normatiza emissão de certificado digital pelos Conselhos Profissionais Federais

A digitalização de documentos e processos em diferentes setores profissionais

13/02/2020

Lei de Informatização do Processo na pauta do Supremo Tribunal Federal – Por Marcos da Costa e Augusto Marcacini

A assinatura digital, tal como a assinatura manuscrita, permite conferir a autoria de uma manifestação escrita e, evidentemente, isto impede que esta seja substituída por outra, falsa, que não foi a intenção emanada pelo sujeito que praticou o ato.

11/02/2020

Identidade Digital na Europa. Prof. Jean Martina

O sistema de identificação digital na Itália funciona de forma similar ao Brasileiro.

09/02/2020

Certificado ICP-Brasil fortalece as ações de governança cibernética nacional

A ampliação do uso do certificado digital no padrão da

06/02/2020

CFM viabiliza o CRM Digital

Acordo entre CFM e Autoridades Certificadoras garante desconto nos certificados

16/10/2015

Certificação Digital para médicos e hospitais: Onde estamos?

Estamos no fim da fila. Literalmente. Por Maramelia Miranda *

22/05/2015
Case Certificação Digital: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, InCor, Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP

Por João Paulo Foini e Marco Antonio Gutierrez

Em recente artigo publicado neste CryptoID, a médica neurologista Dra. Maramelia Miranda traz algumas questões relacionadas à certificação digital para médicos e hospitais. Em seu artigo ela fala da vontade em ver a tecnologia aplicada não só a prontuários eletrônicos, mas também para simplificar o relacionamento com o paciente: receitas enviadas por e-mail, atestados encaminhados para empresas, entre outros exemplos e anseios. Tudo assinado digitalmente, trazendo facilidade, comodidade e segurança a todos.

Nós também temos o mesmo desejo e trabalhamos para que isso aconteça. Sonhamos com menos burocracia, mais segurança da informação, agilidade e facilidade. E se ainda não podemos dizer com todas as letras que podemos fazer tudo isso, temos de concreto uma experiência positiva, com resultados expressivos para médicos, pacientes e hospitais, que gostaríamos de compartilhar.

Desde 2011 uma parceria entre a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, que é a Autoridade Certificadora do governo paulista e o InCor, Instituto do Coração  do Hospital das Clínicas da FMUSP, permitiu a adoção da certificação digital nos PEP’s –  prontuários eletrônicos, do atendimento ambulatorial do Incor.

A tão sonhada aposentadoria do “imprimir, assinar e carimbar” passou a ser realidade para nós.

Tecnologia e segurança

O sistema de prontuários eletrônicos desenvolvido há mais de dez anos pela equipe de TI do Incor reúne dados de mais de 1,3 milhão de pacientes. Permite a administração de todas as informações geradas no decorrer do atendimento desses pacientes, desde prescrições médicas e de enfermagem até imagens e laudos de exames. Isso garante melhor qualidade no atendimento e maior segurança a todos: para o médico que tem a certeza de acessar, de forma rápida, informações atualizadas; e para o paciente que tem a certeza de que as informações em seu prontuário não podem ser adulteradas.

E onde entra a certificação digital? Na segurança do processo e conferindo a validade jurídica, eliminando a necessidade de imprimir, assinar e arquivar os prontuários. O resultado: maior confidencialidade, integridade, autenticidade, economia de recursos e de tempo.

O Incor realiza mais de 250 mil atendimentos ambulatoriais por ano e, em cada atendimento, são geradas, em média, três páginas de informações. Nesse cenário são consumidas cerca de 750 mil páginas, armazenadas para atender à legislação, embora todo o conteúdo exista em formato eletrônico.

A Certificação Digital proporcionou uma solução segura para o médico e para o paciente, com a substituição dos registros em papel por registros eletrônicos com validade jurídica. Além da redução no consumo de papel e insumos, também se deixou de movimentar 2 mil prontuários físicos por dia, uma vez que o atendimento ambulatorial passou a ocorrer apenas com base nos registros eletrônicos.

A adoção da Certificação Digital no Prontuário Eletrônico do InCor demonstrou que é possível desmaterializar documentos nos processos assistenciais. Entretanto, na prática, o novo não é fácil de ser absorvido e para que isso ocorra todos devem se envolver: médicos, hospitais, conselhos de medicina, legisladores, autoridades certificadoras e de registro.

Acreditamos que juntos conseguiremos evoluir e trazer para mais perto do nosso cotidiano os benefícios da tecnologia. Esse pode ser o início de um importante movimento, com excelentes resultados tanto para aqueles que prestam o atendimento quanto para aqueles que dele usufruem. Por que não começamos agora, juntos, a trabalhar por esta nova realidade?

João Paulo Foini_Imprensa Oficial

João Paulo Foini – Gerente de Produtos de Tecnologia da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo

* João Paulo Foini Especialista em interatividade digital, portais corporativos, certificação digital e soluções de governo eletrônico com mais 25 anos de atuação no mercado de Tecnologia da Informação. Atualmente é o responsável pela gerência de Produtos de Tecnologia da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, na qual tem atuado em projetos para o Governo do Estado de São Paulo nas áreas de documento eletrônico, certificação digital, gestão eletrônica de documentos, portais e livros digitais.

Dr. Marco Gutierrez- Diretor do Serviço de Informática do Incor

Dr. Marco Gutierrez- Diretor do Serviço de Informática do Incor

 

* Marco Antonio Gutierrez – Engenheiro Eletrônico e Doutor em Engenharia Eletrônica pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Diretor do Serviço de Informática do Incor, Professor Livre-Docente dos Programas de Pós-graduação em Cardiologia e de Engenharia Biomédica da Universidade de São Paulo e de Gestão e Informática em Saúde da Universidade Federal de São Paulo e Presidente da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS).

 

 

 

Artigo sobre Saúde  Dra. Maramélia:  Certificação Digital para médicos e hospitais: Onde estamos?

Foto de capa: Incor_ Crédito Yeska Nakamura

 

   Leia outros artigos sobre Saúde e Tecnologia

 

 

 

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<