Últimas notícias

Fique informado

Como resolver problemas como perda de prontuários? – Ouça

16/04/2019

Não é possível imaginar a perda de prontuários médicos em pleno século 21 . A tecnologia surge como forte aliada na proteção dos pacientes

  Ouça no final da matéria!

A documentação clínica de um paciente é um registro médico que detalha históricos de tratamentos, uso de remédios, solicitações e resultados de exames e várias outras informações que são necessárias para diferentes decisões.

A perda de prontuários causa danos irreparáveis, principalmente quando temos situações críticas que dependem de decisões rápidas que podem custar vidas.

Além de informações médicas do paciente, o prontuário também é um documento legal e extremamente importante em contextos que vão além da área da saúde.

Para se ter uma ideia de sua importância, o prontuário é usado para facilitar a comunicação com as operadoras, permite a tomada de decisões baseadas em evidências médicas, serve como documento em registros legais e auxilia órgãos de saúde pública a gerenciar e pesquisar populações de pacientes para ações de prevenção e tratamentos.

Importância da tecnologia para evitar a perda de prontuários

Pacientes do Centro Municipal de Especialidades Médicas (Ceme) de São Carlos não conseguiram atendimento médico porque vários prontuários desapareceram. Esse triste cenário mostra uma realidade em nosso país.

Associado a isso, temos o impacto sobre pessoas, em diferentes estados de saúde, por conta de algo que já deveria ter passado por um processo de digitalização. Não temos apenas uma questão administrativa ou gerencial, mas uma situação humanitária.

As novas tecnologias empregadas na área da saúde, a exemplo de prontuários eletrônicos, assinatura e certificação digital, levaram a grandes mudanças no processo de documentação médica.

Além de facilitar e melhorar a documentação clínica dos pacientes, a tecnologia da informação veio resolver grandes desafios em relação à eficiência e ao aumento de produtividade nos tratamentos médicos e na segurança necessária para o uso de documentos em processos administrativos, reduzindo riscos de erros e fraudes financeiras durante todo o processo.

Segurança dos prontuários eletrônicos é garantida pela assinatura digital

Outro importante benefício associado aos prontuários eletrônicos é a segurança da informação. Conectado com a tecnologia de assinatura digital, o uso compartilhado da documentação médica de um paciente exige medidas para verificar e autenticar a identidade do médico e das informações registradas.

Uma assinatura digital identifica exclusivamente o signatário e autentica a mensagem ou o documento. Um prontuário eletrônico assinado digitalmente passa a ter a mesma força e efeito que aqueles assinados de forma manual.

Além de reduzir as chances de perda de prontuários, o uso de assinaturas eletrônicas ajuda no combate a fraudes, erros médicos e outros problemas.

Os riscos variam de acordo com a natureza da transação e as medidas de segurança implementadas a partir da assinatura digital garantem a autenticação e confidencialidade adequadas, sempre que necessário.

Enviar pedidos, fornecer um diagnóstico sobre um paciente, discutir tratamentos e resolver questões administrativas e financeiras deixam de ser problemas quando a integridade e a autenticação da mensagem são tratadas e resolvidas com o uso de assinaturas eletrônicas.

Na prática, temos a proteção de qualquer comunicação crítica que envolva o tratamento do paciente e as suas informações de saúde contra a possibilidade de ataques virtuais, roubo de dados e fraudes.

Uso prático da assinatura digital nos prontuários eletrônicos

Existem pelo menos 18 tipos específicos de informações armazenadas em um prontuário de saúde e protegidas por meio da assinatura eletrônica. Entre elas:

  • nome do paciente;
  • endereço;
  • número de CPF;
  • endereços de e-mail;
  • impressões digitais;
  • imagens fotográficas;
  • registros médicos;
  • informações de pagamento;
  • entre outros.

Todos eles estão sujeitos ao mesmo grau de proteção de privacidade e são necessários para fins de faturamento, prescrição de medicamentos controlados e exames de alta complexidade.

Desta forma, é vital para médicos e instituições de saúde garantir a integridade e segurança de todo o ciclo de atendimento médico. A autoridade e confidencialidade também são mantidas.

Solução Madics de assinatura digital resolve o problema de perda de prontuários

Convergindo todos os benefícios do prontuário eletrônico e da assinatura digital, o E-VAL MADICS – Módulo de Assinatura Digital e Certificação em Saúde é um produto desenvolvido especialmente para a área médica, possibilitando aos prestadores de serviços e às operadoras a total eliminação do papel de seus processos.

Com o uso do Madics, não é mais necessário a assinatura manuscrita de documentos impressos ou preenchidos à mão, gerando a eliminação do papel e reduzindo custos de operação.

O Madics se integra aos sistemas de gestão hospitalar, administração eletrônica de documentos e prontuário eletrônico do paciente, entre outros recursos, oferecendo a função de assinatura digital de forma intuitiva e funcional.

Por fim, a solução da E-VAL tem todo o amparo jurídico, atendendo os requisitos legais para o uso do prontuário unicamente eletrônico, de acordo com:

  • MP 2.200-2/01: uso de certificação digital ICP-Brasil;
  • Resolução CFM 1821/07 e Resolução CFO 91/2009: conformidade com o Manual de Certificação SBIS/CFM;
  • LEI Nº 11.419: informatização do processo judicial.​

E-VAL é uma empresa especializada em certificação digital, segurança da informação, desenvolvimento de softwares e business intelligence que se consolidou no mercado de tecnologia e acompanha a adoção e evolução do uso de criptografia no Brasil.

Confira alguns cases de instituições de saúde que adotaram a Certificação Digital em seus processos. Depoimentos colhidos durante a HIS 2018

Fonte: Blog E-VAL Saúde