Últimas notícias

Fique informado

PUC Rio e Petrobrás apresentam o AssinadorBR baseado em Blockchain

25/05/2019

Em parceria com a PUC-Rio, o Centro de Pesquisas da Petrobras  desenvolveu o AssinadorBR, um projeto experimental baseado em blockchain.

Uma solução para assinatura de documentos pelo celular com registro em rede blockchain.

Além de trazer mais agilidade, a solução aumenta a transparência na assinatura, dando mais confiabilidade aos registros.

O desenvolvimento também permitiu o aprendizado prático da aplicação da tecnologia, necessário à evolução para soluções mais complexas, como os contratos inteligentes (“smart contracts”).

O AssinadorBR está em fase de implantação do piloto no Centro de Pesquisas, no Rio de Janeiro e, em breve, deverá ser aplicado a situações da “vida real”.

Tendo em mente que a transformação digital é uma das iniciativas estratégicas do Plano de Negócios e Gestão da Petrobrás, estão sendo desenvolvidas soluções como objetivos de otimizar processos gerando valor tanto para a companhia quanto para a sociedade.

Imagine um cenário em que os registros das transações entre empresas, fornecedores, consumidores e instituições sejam feitos de forma totalmente digital, integrada.

Agora pense num grande banco de dados que vai registrar essas informações de maneira imutável, onde a origem de cada uma dessas operações seja totalmente rastreável. Essa tecnologia já existe e é conhecida como Blockchain.

Para traçar um panorama da aplicação dessa tecnologia em diversas organizações e processos, a Petrobras, em parceria com o BNDES e a PUC-Rio, promoveu em abril de 2019, no Cenpes, palestras sobre projetos, desafios e avanços no tema, que passa pela transformação digital e cultural da indústria de petróleo e gás.

Contrato inteligente

Para possíveis aplicações na Petrobrás, além de vencer o desafio tecnológico, é necessário inovar de forma multidisciplinar, construindo, por exemplo, soluções jurídicas.

Um dos nossos objetivos é viabilizar a contratação de forma digital, para chegar à execução do contrato de forma automática, o que é conhecido como smart contract ou contrato inteligente”, ressalta Carlos Alexandre  Ferreira Gama, especialista da Petrobras em Inovação e Transformação Digital.

No longo prazo, com todas as barreiras vencidas, será possível cogitar contratos digitais com parceiros e fornecedores e explorar o encontro do mundo real com o mundo virtual nas aplicações da gestão da cadeia logística.

“O cenário é complexo, por necessitar da convergência de diversos aspectos, como tecnologia, legislação e mercado”, diz o especialista.

Em um primeiro momento, o Blockchain foi utilizado para suportar transações financeiras. Entretanto, a tecnologia demonstrou um enorme potencial, o que levou à sua aplicação em diversas indústrias e serviços, como energia, telecomunicações, seguros, varejo e saúde, entre outros.

Existe uma percepção do mercado de que a absoluta confiança nos registros, um dos principais ganhos da tecnologia, podem ser transformados em vantagem competitiva, com otimização de processos e redução de custos operacionais.‘ disse Carlos Alexandre.

Estes fatores tornaram o Blockchain uma das tecnologias mais promissoras da Transformação Digital.

Se o dado é o novo óleo não tenho dúvidas que a Petrobras vai se transformar digitalmente”, concluiu Augusto Borella, da Gerente Geral de Transformação Digital da Petrobras.

Projeto AssinadorBR

Nessa corrida pela inovação, a Petrobras, em conjunto com o Cenpes e a PUC, tem explorado o potencial de uso de Blockchain. O projeto AssinadorBR é uma parceria para o desenvolvimento experimental baseado nessa tecnologia.

O primeiro resultado da experimentação da tecnologia foi o desenvolvimento de um software e de um aplicativo para assinaturas de contratos.

Queremos dar velocidade aos processos de contratação, mas com segurança e confiabilidade”, explica Carlos Alexandre

O primeiro protótipo desenvolvido pelo projeto é uma solução para assinatura de documentos pelo celular, com registro em uma rede blockchain.

Além de trazer mais agilidade, a solução confere mais confiabilidade aos registros, característica associada ao Blockchain.

Seu desenvolvimento também permitiu o aprendizado prático da aplicação da tecnologia, necessário à evolução para soluções mais complexas, como os contratos inteligentes (smart contracts).

O protótipo está em fase de implantação do piloto no Cenpes.

Assista a apresentação sobre o AssinadorBR – Uma jornada tecnológica: DLT, Blockchain e Smart Contract feita por Carlos Alexandre  Ferreira Gama, especialista da Petrobras em Inovação e Transformação Digital e pelo Professor Raphael Nasser da PUC RIO.

Com formações da Petrobrás – TN Petróleo