Últimas notícias

Fique informado

3 razões para PMEs investirem em segurança digital

2 de agosto de 2021

Spotlight

Philip R. Zimmermann apresenta o 3º episódio AET Security Topics: Quantum Key Distribution

Philip R. Zimmermann, um dos maiores criptógrafos, apresenta uma nova webserie. Não perca o 1º episódio! Com legenda em português!

15 de setembro de 2021

NSA publica atualização sobre criptografia resistente a quantum

A NSA publicou o FAQ “Quantum Computing and Post-Quantum Cryptography. Confira nesse artigo!

3 de setembro de 2021

A condição paradoxal do hacktivismo

O início dos anos 2000 foi marcado pela formação do movimento Anonymous e por ataques relevantes, classificados como hacktivistas.

1 de setembro de 2021

CertForum 2021: Fórum Mundial de Assinatura Digital

Como parte integrante do CertForum, será realizado o Fórum Mundial de Assinatura Digital, com o objetivo de ampliar o debate do uso da assinatura digital.

1 de setembro de 2021

CertForum 21: evento on-line para quem quer saber tudo sobre identificação digital e documentos eletrônicos

O CertForum é realizado pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) e organizado pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital (ABRID).

31 de agosto de 2021

Não apenas os grandes bancos são vítimas dos golpes online. Para as pequenas e médias empresas, a questão da segurança digital é de extrema importância

Com a transformação digital e a consequente migração da população para os serviços mobile, é preciso estar cada vez mais atento para o uso seguro de apps neste tipo de plataforma, em especial em operações bancárias, de pagamento e compras em e e-commerce.

A chegada do PIX, além da facilidade, chamou a atenção também para possíveis golpes de engenharia social e phishing, em que o atacante busca enganar a vítima, levando-a a de alguma forma ceder informações pessoais e confidenciais em canais como e-mail, redes sociais e aplicativos de mensagens.

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os bancos estão intensificando suas ações de comunicação para contribuir com o uso seguro da internet e dos canais digitais.

Contudo, não apenas os grandes bancos são vítimas dos golpes online. Para as pequenas e médias empresas, a questão da segurança digital é de extrema importância.

Segundo levantamento da multinacional taiwanesa especializada em redes corporativas, Zyxel, aproximadamente 70% das PMEs sofreram algum tipo de ataque no ano passado.

André Ferraz, CEO e fundador da Incognia

Para André Ferraz, CEO e fundador da Incognia, empresa pioneira de identidade digital, é preciso que os empreendedores fiquem atentos às soluções antifraude que contratam, tanto do ponto de vista de segurança, quanto no respeito à privacidade dos usuários.

Confira abaixo as três dicas do especialista sobre segurança digital para PMEs. 

Crescimento aliado com segurança digital

Não basta crescer, é preciso crescer com segurança. As fraudes no comércio eletrônico devem saltar de US$ 17,5 bilhões em 2020 para mais de US$ 20 bilhões este ano, segundo estudo Fraude de Pagamento Online: Ameaças Emergentes, Análise de Segmento e Previsões de Mercado 2021-2025, feito pela Juniper Research.

O crescimento de 18% em um único ano é resultado do aumento do interesse dos fraudadores diretamente nos consumidores, o que expõe processos de mitigação de fraude inseguros dos varejistas menos familiarizados e despreparados para os desafios de fraude contínuos. 

Segurança que aumenta fricção do usuário limita a possibilidade de crescimento

Contudo, muitas empresas a fim de assegurar a segurança dos clientes acabam inserindo soluções que aumentam a fricção e pioram a experiência do usuário confiável.

Um levantamento da Accenture baseado em pesquisa com mais de 20 mil pessoas de 19 países da América do Norte, Europa, Ásia, América do Sul e África, mostra que consumidores que tiveram algum tipo de frustração durante a experiência de compra, têm até três vezes mais chances de não retomar a relação com a marca.

Os resultados da pesquisa revelam ainda que 42% dos consumidores passaram por uma experiência de compra recente que não atendeu a sua expectativa. Isto é, empresas acabam perdendo oportunidade de negócio. 

As soluções de prevenção à fraude hoje precisam também pensar na experiência mobile do usuário. A usabilidade é um fator essencial, tanto quanto praticidade e segurança.

Privacidade

Um dos principais temas que estão ligados à segurança diz respeito às diretrizes da LGPD. De acordo com Panorama da Conscientização Nacional sobre LGPD, divulgado no fim de março de 2021, o medo das multas (39,2%) e as exigências externas (32,5%) são os principais motivos que levam as empresas a agirem com relação à lei.

No entanto, mesmo com as organizações atendendo as diretrizes da LGPD, os usuários podem, sim, estar expostos, como nos casos de banco de dados hackeados ou vazados.

Neste sentido, fazem a diferença soluções de segurança que prezam pela privacidade de informações e perfis dos usuários. Adianta pouco apenas estar de acordo com as normas. A privacidade do usuário deve vir em primeiro lugar.

Pensando no desafio que é para PMEs implementarem soluções de prevenção à fraude que levem em conta todos estes quesitos, a Incognia, empresa pioneira global de identidade mobile por localização, lançou a solução Developer Edition, versão gratuita da solução de biometria comportamental por localização para apps mobile, que está em acordo com a LGPD e ainda impede fraudes em tempo real.

A intenção da empresa é ajudar pequenas empresas, fintechs e e-commerce no combate à fraude mobile. Saiba mais em: Developer Edition

Segurança digital e modernização financeira: entenda o Open Finance

Certisign: 5 dicas de segurança digital para usar o WhatsApp Pay

Conheça soluções tecnológicas para segurança digital em empresas