Últimas notícias

Fique informado

Como o low-code viabiliza o DesignOps?

6 de julho de 2022

Spotlight

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

É possível adaptar o Design System das organizações conforme as necessidades, tudo vai depender da escolha do parceiro low-code

Por Ricardo Recchi

Ricardo Recchi é country manager da GeneXus Brasil, Portugal e Cabo Verde

À medida que as organizações são pressionadas a lançar mais aplicativos ou sistemas para atender às demandas de seus clientes, paralelamente é preciso assegurar o padrão estético dos desenvolvimentos, isto é, elas precisam gerenciar o design em escala, garantindo a alta performance e o foco das equipes em seus produtos digitais, sem se esgotarem na infraestrutura. 

Nesse sentido, o profissional de Design (UI / UX) ou DesignOps, que antecede as atividades do DevOps – metodologia que usa a comunicação para integrar o desenvolvedor e os profissionais de infraestrutura de TI, ganha um braço com os Design Systems realizados a partir do low-code. Isso porque a ferramenta de baixo código torna a abordagem estética interativa e automática para que não seja necessário programar designs costumeiramente utilizados, o que acelera todo o processo de criação e faz com que o desenvolvedor ganhe mais agilidade.

Posto isso, a automatização dos processos de design acontece dentro do sistema low-code. Por exemplo, o Fiori, sistema de design da SAP, é automatizado em softwares de baixo código para criar aplicações em torno de sistemas da desenvolvedora alemã, sem a necessidade de implementar as diretrizes de seu design, ou seja, o custo de implementação de um design sofisticado dos desenvolvimentos passa a ser minimizados com um design system integrado.

Outros sistemas gráficos, como Sketch, Figma e Adobe XD, também podem ser contemplados no low-code. Além disso, é possível adaptar o Design System das organizações conforme as necessidades, tudo vai depender da escolha do parceiro low-code.

A automação no modelo “traga seu próprio design” pode ser modificada em tempo real sem a necessidade de gerar, salvar ou compilar a edição e é uma das mais inovadoras porque o profissional pode trabalhar com uma ferramenta de design de sua preferência e depois importar o que foi feito de forma automática. Assim, o aplicativo evolui conforme está sendo criado.

A ideia é que, sempre, a automatização leve agilidade ao DesignOps, o que irá garantir padrão estético nos desenvolvimentos de acordo com as melhores práticas da empresa e do mercado, redução de custos e diminuição do time-to-market. Isto significa que, para o desenvolvimento de práticas multi-experiência, o Design Systems em low-code ajuda a aumentar a eficácia dos projetos, do mais rápido ao mais personalizado

Sem dúvidas, o uso do Design System com um software de baixo código potencializa a produtividade e facilidade dentro da programação, permitindo que as marcas possam criar suas próprias personalidades, além de garantir que o time responsável por esse trabalho, o DesignOps, tenha alta eficiência e baixos atritos.

A inovação que surge com esse recurso não se trata somente de um pilar tecnológico, mas sim estratégico, pois aumenta a velocidade da entrega e prepara as organizações para um futuro independente.

Como reduzir a escrita dos códigos faz do low-code indispensável atualmente?

Low-code e a urgência na modernização de legados

Por que o low-code é a bola da vez: um passo a passo para implementá-lo