Menu

Últimas notícias

Fique informado
Futuro dos pagamentos online será debatido na Conferência Web.br

Futuro dos pagamentos online será debatido na Conferência Web.br

19/08/2015

O futuro dos pagamentos online e os desafios de segurança, privacidade e interoperabilidade para utilização de padrões abertos inclusivos serão analisados por renomados especialistas nacionais e internacionais durante a Conferência Web.br, organizada pelo escritório brasileiro do W3C, nos dias 22 e 23 de setembro, em São Paulo. Entre eles, o keynote speaker Adrian Hope-Bailie, da Ripple Labs, empresa que desenvolve protocolos para sistemas financeiros; além do representante da brasileira Moip, que oferece alternativas diferentes de pagamento online, entre outros.

Integrante do grupo de trabalho do W3C sobre Pagamentos via Web, Hope-Bailie considera que a infraestrutura atual de pagamento está antiquada, pois foi desenvolvida predominantemente em ambiente fechado de bancos comerciais e empresas privadas. “Várias redes que utilizamos hoje para pagamentos são do tempo em que a Internet não existia, então funcionam com princípios diferentes de segurança e interoperabilidade. Descentralizar e usar padrões abertos são conceitos estranhos a muitos gestores e essa é uma mentalidade que precisamos mudar”, destaca Adrian.

O mercado de pagamentos online, em sua opinião, vive um momento promissor. “Existe uma oportunidade tremenda de aprendermos com as lições que remontam ao surgimento da Web, incluindo o valor da descentralização, a eficiência da interoperabilidade digital e o poder de padrões abertos e globais – devemos unir tudo isso com o mundo tradicional das finanças e dos bancos”, declara. “Um sistema global de pagamentos mais rápido e aberto irá provocar efeitos que nós não conseguimos sequer imaginar”.

No Brasil, a proporção de usuários de Internet que fazem consultas, pagamentos ou outras transações financeiras é de pouco mais de 20%, de acordo com a pesquisa TIC Domicílios, do Cetic.br. “Dados de 2013 apontam que 39,5% de cidadãos com mais de 18 anos não possuem conta bancária. No entanto, eles movimentam R$ 665 bilhões por ano. No mercado nacional, temos grandes oportunidades para o desenvolvimento de mecanismos e produtos voltados para aqueles que sequer possuem conta em banco”, acrescenta Vagner Diniz, gerente do W3C Brasil, que aposta no crescimento dos pagamentos online e seu potencial de impactar o volume de transações ao redor do globo.

Durante a Conferência Web.br 2015, Adrian Hope-Bailie irá detalhar o conceito de Internet of Value (ou Internet de Valor), além de apresentar experiências da África do Sul e Reino Unido que, em 2008, implementou o “Faster Payment Service” e, em cinco anos, triplicou o volume de transações nacionais. “Aumentar a velocidade de pagamentos, naturalmente faz com que a produtividade da economia global cresça. É um processo em que todos ganham”, afirma.

Web.br 2015
Organizada desde 2008 pelo escritório brasileiro do W3C, a Conferência Web.br está com as inscrições abertas no sítio: http://conferenciaweb.w3c.br/. Neste ano, tem a proposta de resgatar os princípios originais da Web aberta e distribuída a partir do tema “Re-descentralização da Web”.

Além dos debates sobre Pagamentos via Web, outros tópicos atuais, como HTML5, CSS3, acessibilidade, dados abertos, Web semântica, visualização de dados, Internet/Web das Coisas, digital publishing, media & real time, Web & TV fazem parte da programação da Conferência, que terá ainda a participação do keynote speaker Andrei Sambra, pesquisador do MIT. Sambra irá abordar a produção de aplicações e serviços descentralizados na Web.

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<

X
Pular para a barra de ferramentas