Últimas notícias

Fique informado

1° Hackmed do Brasil premia soluções para problemas reais da Saúde

04/02/2020

Spotlight

Como gerenciar seus certificados TLS sob as novas regras do Google?

Em 01 de setembro de 2020, os principais navegadores passam a bloquear certificados TLS que têm um período superior a 398 dias.

10/08/2020

Quatro motivos para investir na autenticação de múltiplos fatores com Inteligência Artificial

Uma maneira de resolver problemas de acessos de usuários é aplicar sistemas de autenticação de múltiplos fatores, como a autenticação condicional.

10/08/2020

Presidente do ITI fala sobre a CertLive que abordou as MPs 951 e 983

Conversamos com Carlos Roberto Fortner sobre a primeira CertLive recebeu parlamentares e integrantes do governo brasileiro em torno das MPs 951 e 983 de 2020.

31/07/2020

Associações da Sociedade Civil manifestam seu apoio à aprovação da MP 951/2020

A MP autoriza a emissão dos certificados digitais, no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil, por meio de videoconferência.

31/07/2020

O pequeno herói e sua conexão com a tecnologia para acesso ilimitado e seguro

Neste ebook apresentamos a história do pequeno herói neerlandês e sua conexão com a tecnologia do SafeSign e todo o ecossistema de soluções da AET – Unlimited access to your world.

22/07/2020

Marco Stefanini debate telemedicina na saúde 5.0 durante o Hackmed Conference & Health Hackathonem São Paulo

Participação do executivo será no dia 31 de janeiro, durante o Hackmed Conference & Health Hackathon, que será realizado pela primeira vez no Brasil.

24/01/2020

As quatro inovações tecnológicas na área da Saúde

Com a automação de procedimentos médicos, como IoT e Big Data a saúde vem sendo impactada diretamente no modo como a Medicina é aplicada.

09/01/2020

Startups com as melhores ideias em saúde receberam premiação em dinheiro e o convite para fazer parte do Distrito InovaHC

O primeiro HACKMED – Health Hackathon do Brasil se encerrou nesse domingo (2/2) com premiação para as melhores ideias para problemas reais da área da Saúde. A competição reuniu grupos que trabalharam em soluções para os temas Atenção Primária à Saúde e Telemedicina, Saúde Mental e Cuidados Cirúrgicos e Terceira Idade e Reabilitação.

Os times discutiram durante três dias um plano de negócio com base na metodologia do MIT, usada pela primeira vez no Brasil.

Os primeiros lugares foram premiados com R$ 8 mil e a oportunidade de ser incubados no Distrito InovaHC, Hub de Inovação Aberta do Hospital das Clínicas. Os segundo colocados ganharam R$ 4 mil. Ainda, três grupos receberam menção honrosa.

Atenção Primária à Saúde e Telemedicina

1° lugar: Aira – inteligência artificial para um prontuário eletrônico mais eficiente e com menos dedicação do médico para preenchimento.

2° lugar: Nery – assistente virtual para ajudar pacientes com glaucoma durante sua jornada de tratamento.

Menção honrosa: Meal Advisor – solução para integrar dados sobre interação medicamentosa e alimentos.

Saúde Mental e Cuidados Cirúrgicos

1° lugar: Draincheck – monitoramento IoT do dreno com sistema de alarme para casos de deiscência intestinal. Entre 10-20% das cirurgias gástricas evoluem para essa doença e 15% acabam em óbito.

2° lugar: Lobão – dispositivo ultravioleta para cateter de pacientes internados com a finalidade de reduzir infecção hospitalar.

Menção honrosa: Gancho Zero – ferramenta para avaliações pré-operatórias (startup também ganhou da AstraZeneca para ser incubada no Distrito InovaHC)

Terceira Idade e Reabilitação

1° lugar: Health ++ – plataforma web com dados parametrizados para cuidados com idosos, com sistema de avisos.

2° lugar: DJ Wind – programa de inteligência artificial para segurança do médico em casos de remoção de pacientes em tratamento com uso de ventilação mecânica na UTI.

Menção honrosa: Velha Guarda – sistema com informações para quem toma muitos medicamentos ao mesmo tempo.

O evento foi realizado de 31/01 a 02/02 no Instituto de Radiologia (InRad) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) em uma parceria entre Faculdade de Medicina da USP, Inova HC e o MIT Hacking Medicine. A idealização foi de Cauê Gasparotto Bueno, aluno da Faculdade de Medicina da USP e ex-membro do MIT Hacking Medicine.

Cauê destaca a importância de reunir debates e palestras de personalidades ligadas à saúde e a inovação dos mercados público e privado. Além disso, o idealizador reforça o pioneirismo do Hackmed por reunir grupos multidisciplinares para debater os principais gargalos da saúde. “Isso torna o Hackmed uma experiência inédita em inovação na saúde.”

Ao todo, foram mais de 900 participantes, entre espectadores das conferências, voluntários, palestrantes, patrocinadores e integrantes da dinâmica do hackathon. As conferências tiveram grandes nomes como Jorge Paulo Lemann, fundador da 3G Capital e da Ab InBev, Dr. Masonari Aikawa, professor da Harvard Medical School e Dr. Robson Capasso, chefe da cirurgia do sono e professor da Stanford School of Medicine e Global Advisor do Stanford Byers Center for Biodesign, entre outros.

Devido ao sucesso do evento, a segunda edição já está confirmada para março/2021.

Leia mais sobre o evento!

Marco Stefanini debate telemedicina na saúde 5.0 durante o Hackmed Conference & Health Hackathonem São Paulo

Brasil possui 353 startups voltadas para saúde

Startup recebe investimento que possibilitará a criação de VERA – Virtual Empathic Robot Assistant

 

Navegue mais em nosso portal. Você com certeza vai gostar!

  Explore outros artigos!