Últimas notícias

Fique informado

É hora de migrar para a nuvem?

6 de novembro de 2020

Spotlight

Facebook fala sobre o incidente de 4 de outubro

“Agora que nossas plataformas estão funcionando normalmente após a interrupção de 4 de outubro achei que valeria a pena compartilhar,”Santosh Janardhan.

6 de outubro de 2021

Solução acelera uso de voz e visualização em AIoT antecipando à tecnologia 5G

O chipset i500 AIoT da MediaTek da Via Technologies, chega ao Brasil antes da tecnologia 5G.

27 de outubro de 2020

Listamos 10 necessidades que indicam ser o momento de levar a TI de um órgão público para a nuvem

São vários os motivos que levam um órgão público a buscar a computação em nuvem como opção para o seu negócio, desde questões técnicas até orientação existente em diretrizes oficiais, passando por necessidades de reorganização administrativa. Dentre as motivações mais comuns, elencamos dez:

  1. necessidade de renovação de licença de software
  2. falta de espaço físico para centro de dados e servidores
  3. obsolescência de hardware
  4. obsolescência de softwares de infraestrutura
  5. conseguir dinamismo nas contratações
  6. direcionamento do Plano Estratégico ou do PDTI (Plano Diretor de TI)
  7. busca por redução de custos
  8. possibilitar escalabilidade
  9. necessidade de alta disponibilidade
  10. decisão por um gerenciamento dos recursos de TI eficaz

Identificou uma ou mais necessidades na TI do órgão público que você representa?

Então procure os especialistas do Serpro Multicloud. A empresa estruturou um atendimento especializado que, desde os primeiros contatos, conduz atividades que auxiliam sua equipe a planejar uma migração eficiente, atingindo os objetivos a que ela se propôs.

Você receberá orientação em duas etapas. Na primeira ocorre a identificação do nível de preparação necessário do órgão público, a partir do entendimento de suas necessidades específicas. Essa fase culmina com a seleção de um business case para migração: um serviço que servirá de caso de estudo e propiciará análise de resultados.

A segunda fase do atendimento consiste na degustação assistida do serviço de nuvem, com vistas à tomada de decisão a respeito da contratação. Nessa etapa, o business case escolhido na primeira fase será migrado para o Serpro Multicloud.

O cliente poderá, de forma prática, analisar resultados e entender como a estrutura de serviços técnicos especializados do Serpro auxiliarão no planejamento, na gestão e na sustentação de seu negócio na nuvem.

Contate o time de especialistas na nuvem

Acesse a página do serviço na Loja Serpro e entenda melhor como serão os passos para a migração da TI de seu órgão público.

Fonte: Serpro

Trabalho remoto muda padrões de consumo e sustenta provedores de nuvem, revela relatório inédito da ISG

Soluções de segurança em Nuvem

Fellipe Canale, country manager da Forcepoint, fala sobre a demanda por soluções de segurança em nuvem

O que é Criptografia?

Criptografia é uma ciência secular que utiliza a cifragem dos dados para embaralhar as informações de forma que apenas os que detém a chave para decriptografar os dados tenham acesso à informação original.

Criptografia Simétrica utiliza uma chave única para cifrar e decifrar a mensagem. Nesse caso o segredo é compartilhado.

Criptografia Assimétrica utiliza um par de chaves: uma chave pública e outra privada que se relacionam por meio de um algoritmo.  O que for criptografado pelo conjunto dessas duas chaves só é decriptografado quando ocorre novamente o match.  

Criptografia Quântica utiliza algumas características fundamentais da física quântica as quais asseguram o sigilo das informações e soluciona a questão da Distribuição de Chaves Quânticas – Quantum Key Distribution.

Criptografia Homomórfica refere-se a uma classe de métodos de criptografia imaginados por Rivest, Adleman e Dertouzos já em 1978 e construída pela primeira vez por Craig Gentry em 2009. A criptografia homomórfica difere dos métodos de criptografia típicos porque permite a computação para ser executado diretamente em dados criptografados sem exigir acesso a uma chave secreta. O resultado de tal cálculo permanece na forma criptografada e pode, posteriormente, ser revelado pelo proprietário da chave secreta.

Explore a coluna sobre Criptografia aqui no Crypto ID!