Últimas notícias

Fique informado

Entrevista com Fernando Parlangeli, da emnify, sobre IoT e a Futurecom 2023

13 de outubro de 2023

Spotlight

Entenda o que mudou na assinatura eletrônica em documentos a partir do Decreto nº 68306

Qual o impacto do Decreto nº 68.306 na assinatura eletrônica, simplificação de processos e nos avanços da digitalização dos serviços públicos?

24 de abril de 2024

AX4B impulsiona a resiliência cibernética de Pequenas e Médias Empresas

Conheça como a AX4B está revolucionando a Segurança Cibernética para PMEs.

24 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Em entrevista ao Crypto ID, Fernando Parlangeli, da emnify, fala sobre o mercado de IoT, as soluções da empresa e participação na Futurecom 2023

Fernando Parlangeli, IoT Senior Solution Engineer da emnify

A emnify é a primeira plataforma de conectividade cloud-native do mundo e nossos SIMs IoT globais e esteve presente na Futurecom 2023 para falar sobre suas soluções de IoT.

Em entrevista ao Crypto ID, Fernando Parlangeli, IoT Senior Solution Engineer da emnify, dá mais detalhes sobre o mercado de IoT e as soluções da empresa.

Crypto ID: Quais são as principais tendências e avanços esperados para a conectividade IoT no futuro que você percebeu no Futurecom 2023?

Fernando Parlangeli: Com a expansão da tecnologia 5G, viabilizará a aplicação de IoT em vários serviços, permitindo construções inteligentes, cidades conectadas, veículos autônomos, agricultura de precisão, benefícios à medicina, indústria 4.0, entre outros.

Com essa evolução o número total de dispositivos IoT crecerá absurdamente possibilitando ofertas de diferentes padrões de conectividade.

Na Futurecom identificamos algumas tendências como:

– Cidades Inteligentes;
– Veículos inteligentes/autonomos;
– Inteligencia artificial;
– Tratamento de dados;
– Industria 4.0;
– Crescimento da infraestrutura de TI para suportar a IoT;
– Logística;

Crypto ID: Como a IoT tem impactado os negócios atualmente e qual é a sua importância para o sucesso das empresas?

Fernando Parlangeli: Um dos maiores e principais impactos da IoT é o ganho de velocidade nas transferências de dados. Por meio de conexões sem fio e automatizadas, a intervenção humana deixa de ser o principal vetor de coleta e armazenamento de dados.

Seja na indústria ou nas cidades, a IoT tem impactado positivo e diretamente os mais variados processos e negócios.

Crypto ID: Quais são os benefícios específicos que as empresas podem obter ao adotar a IoT em suas operações?

Fernando Parlangeli: A Internet das Coisas está promovendo uma grande revolução tecnológica em todo o mundo. Muitos segmentos estão sendo impactados, proporcionando mais eficiência, economia e redução de falhas ao longo de todo processo.

Adotando a IoT, as empresas podem obter os benefícios:

– Aumento da produtividade;
– Maior segurança das informações;
– Redução no índice de falhas operacionais;
– Customização na linha de produção;
– Maior aperfeiçoamento de produtos e serviços.

Através da IoT, conseguimos identificar de forma rápida e precisa todos os gargalos que comprometem a eficiência de uma empresa.

Sobrando assim, mais tempo para se concentrar nas aplicações das estratégias e tomadas de decisões corretas para alavancar ainda mais o negócios.

Crypto ID: Quais são as aplicações mais comuns da IoT nos diferentes segmentos, como agricultura, saúde e manufatura?

Fernando Parlangeli:

Agro:

– Monitoramento de máquinas e equipamentos usados na produção, evitando desgastes e manutenções prematuras;
– Monitoramento e rastreamento da colheita através do tempo entre retirada do produto até a chegada no centro de distribuição: Exemplo a cana de açucar usada nas refinarias.
– Monitoramento de silos de grãos;
– Monitoramento de solo e irrigação;

Saúde:

– Monitoramento remoto de pacientes idosos;
– Monitoramento de glicose;
– Monitoramento da frequência cardíaca pós cirurgica;
– Monitoramento da doença de Parkinson;
– Cirurgia robótica a longas distâncias;
– Rastreamento de medicamentos;

Manufatura:

– Monitoramento de processos industriais;
– Acompanhamento da produtividade;
– Logística;
– Gerenciamento e segurança de pessoal;
– Gerenciamento de ativos;

Crypto ID: Quais são as vantagens do uso do SIMCard na conectividade IoT em comparação com outras opções?

Fernando Parlangeli: A principal vantagem na utilização do SIM CARD é a mobilidade que permite os dispositivos IoT não ficarem conectados a cabos físicos. Além disso, com avanço tecnológico permitiu que nos SIM CARDs possamos embarcar aplicativos com inteligências para tomada de decisões autônomas das redes móveis, em diferentes localidades, favorecendo um mesmo dispositivo ser operacionalizado em qualquer local do mundo, sem nenhuma intervenção física ou troca de SIM CARD por conta das operadoras.

Crypto ID: Como a segurança na IoT é garantida, especialmente em relação à criptografia de dados e identificação dos equipamentos?

Fernando Parlangeli: Um dos temas mais discutidos e de muita relevância é a necessidade das redes de infraestrutura crítica serem adequadamente protegidas, pois os dispositivos de IoT podem aumentar o risco de acesso não autorizado a ativos e redes operacionais, dando aos invasores uma porta de entrada para planejar ataques em larga escala a equipamentos e dispositivos confidenciais.

Com isso, algumas empresas proporcionam aos clientes/integradores opções de seguranças como:

Criação APN Privada: O ponto de acesso na rede de qualquer operadora móvel utiliza um nome já pré definido, porém algumas empresas podem customizá-lo através de configurações dedicadas no próprio dispositivo, dificultando a utilização indevida de um SIM CARD;

Criação de uma VPN (Virtual Private Network): Os dispositivos poderão trafegar de forma muito segura, dentro de um túnel exclusivo e com camadas de segurança geradas por algoritmos e criptografias dificultando qualquer tipo de invação previstas por hackers, botnet, ransomware e outros ataques;

Disponibilidade de um range de IPs privado: Nessa rede, diferentemnete dos endereços de IPs públicos há vários dispositivos IoT, porém cada um com um endereço IP privado e exclusivo, favorecendo a troca dos dados aos dispositivos que realmente fizeram a solicitação e da própria infraestrutura.

Integrações API: As integrações por API criam um ambiente mais seguro, onde o cliente proporciona a customização do seu projeto de acordo com a necessidade, favorecendo as áreas da empresa terem melhores fluxos de trabalho, eficiência operacional, assertividade e rapidez.

ABINC anuncia os melhores projetos de IoT do ano nas categorias Acadêmica, Startups, Empresas Consolidadas e Soluções para Governos

O poder e os desafios da IoT e como a PKI e o novo protocolo Matter podem ajudar? Por Regina Tupinambá

IoT: saiba como a Internet das Coisas já está presente no dia a dia

Acompanhe os principais conteúdos sobre Internet of Things (Internet das coisas)!