Últimas notícias

Fique informado

Por que empresas e governo não conseguem resolver o problema de vazamento de dados no Brasil?

23 de fevereiro de 2021

Spotlight

Tecnologia referência em segurança chega ao ramo educacional através da CredDefense

Além de universidades e faculdades, a CredDefense quer oferecer seus serviços para escolas de ensino fundamental e médio e também para cursinho pré-vestibular

8 de junho de 2021

Philip Zimmermann: “Today marks the 30th anniversary of the release of PGP 1.0.”

PGP Marks 30th Anniversary – 6 June 2021 – Today marks the 30th anniversary of the release of PGP 1.0

8 de junho de 2021

O que é uma cifra de bloco e como ela funciona para proteger seus dados?

Uma cifra de bloco tem alta difusão (as informações de um símbolo de texto simples são distribuídas em vários símbolos de texto cifrado).

7 de junho de 2021

Comissão Europeia propõe uma identidade digital segura e de confiança para todos os europeus

As Orientações da Comissão para a digitalização até 2030 definem uma série de metas e marcos que a identidade digital europeia ajudará a alcançar.

7 de junho de 2021

No início de fevereiro, mais de 102,8 milhões de dados de celulares brasileiros foram expostos após vazamento da empresa PSafe

Ainda neste ano, foi detectado o megavazamento de 223 milhões de CPFs, 104 milhões de registros de veículos e 40 milhões de CNPJs. No ano passado, até o STJ (Superior Tribunal de Justiça) foi alvo de hackers.

Alguns motivos explicam por que o Brasil, terceiro país que mais sofre tentativas de ataques virtuais no mundo, não tem conseguido combater o problema, segundo o especialista em cibersegurança Marcelo de Souza da Silva, da Connectcom.

“A gestão segura de dados enfrenta uma série de desafios específicos no país, que vão desde a falta de conhecimento de gestores até questões envolvendo políticas públicas”, afirma.

Ele afirma, também, que tem identificado que os ataques a órgãos de governo são sazonais, o que permite mais capacidade de previsão e, consequentemente, proteção dos sistemas.

“Esses ataques são sazonais, portanto, dependendo dos eventos políticos, alguns segmentos são mais ou menos suscetíveis a ataques cibernéticos”, explica o especialista da Connectcom, empresa especializada em soluções e serviços de tecnologia.

Veja abaixo uma lista de desafios que o país enfrenta na área de proteção de dados:

– Ações de prevenção são insípidas: gestores ainda veem prevenção como custo, não investimento

– Falta de informação: poucos casos são divulgados e quem foi alvo não admite suas falhas e não compartilha esta informação entre outros gestores (com o intuito de mitigar futuros ataques)

– O Brasil ainda carece de programas efetivos para educar a população contra golpes

– Hackers brasileiros têm alto conhecimento técnico e de processos empresariais

– Ainda há muita falha humana envolvida e tecnologia insuficiente para monitoramento e detecção de invasão de redes

– LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) ainda está engatinhando no país

– Há um mercado ilegal de dados extremamente lucrativo alimentado por empresas compradoras

Criminosos usam a LGPD para sequestro de dados de empresas

2021: a LGPD e os desafios da tecnologia 5G para a proteção de dados nas empresas

Sobre a Connectcom

A Connectcom, uma das 200 maiores empresas de tecnologia do Brasil, desenvolve soluções de tecnologia para apoiar o desenvolvimento de seus clientes nas áreas de infraestrutura, prestação de serviços e negócios digitais. São mais de 1.300 colaboradores e cerca de 2,5 milhões de atendimentos por ano, que resultam em inovação e aceleração de negócios.

Arcserve analisa a evolução da proteção de dados para os próximos cinco anos

CyberLabs e PSafe criam o maior grupo de segurança cibernética da América Latina

Digitalização de dados de saúde pode revolucionar o setor

Acompanhe nossas redes sociais 📲

Pinterest |Instagram | Twitter | Facebook | Linkedin