Últimas notícias

Fique informado
Comissão Federal de Comunicações dos EUA aprova normas de neutralidade na rede

Comissão Federal de Comunicações dos EUA aprova normas de neutralidade na rede

27/02/2015

Spotlight

Presidente do ITI fala sobre a CertLive que abordou as MPs 951 e 983

Conversamos com Carlos Roberto Fortner sobre a primeira CertLive recebeu parlamentares e integrantes do governo brasileiro em torno das MPs 951 e 983 de 2020.

31/07/2020

Associações da Sociedade Civil manifestam seu apoio à aprovação da MP 951/2020

A MP autoriza a emissão dos certificados digitais, no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil, por meio de videoconferência.

31/07/2020

O pequeno herói e sua conexão com a tecnologia para acesso ilimitado e seguro

Neste ebook apresentamos a história do pequeno herói neerlandês e sua conexão com a tecnologia do SafeSign e todo o ecossistema de soluções da AET – Unlimited access to your world.

22/07/2020

A criptografia e a neutralidade da Internet

Net neutrality a key battleground in growing fight over encryption,

19/07/2014

Uma ameaça à liberdade da Internet – Vídeo – NYTimes.com

Uma ameaça à liberdade da Internet – Vídeo – NYTimes.com

12/07/2014

Entenda as polêmicas sobre o Marco Civil da Internet – BBC

Desde ontem, dia 25 de maço, não se fala de

26/03/2014

Os serviços de internet nos Estados Unidos serão considerados como utilidade pública após a decisão da Comissão Federal de Comunicações (FCC). Essa regulamentação significa principalmente o aumento de supervisão do governo sobre esse setor de comunicação e impede que as provedoras estabeleçam “vantagens” àqueles que pagam mais.

A Neutralidade na internet já é motivo de debates em fóruns digitais a muito tempo e são defendidas veementemente por  empresas como o Netflix, além de contar com o apoio do presidente dos EUA, Barack Obama.

Apesar da aprovação por três votos a dois, sendo três votos do partido democrata e dois do republicano, tudo leva a crer que empresas como a AT&T e Verizon Communications irão protestar a decisão de maneira legal.

Além de expandir a autoridade do FCC, já que a comissão será responsável por revisar os acordos de interconexão de empresas provedoras de conteúdo,  as normas também proíbem as empresas provedoras de serviços de bloquear tráfego e dar facilidades aos clientes que podem pagar mais.

As novas normas incluem o serviço de banda larga como telecomunicações, sendo sujeita a regulamentação pelo capítulo 2 das leis de comunicações dos Estados Unidos.

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<