Últimas notícias

Fique informado

NEC e Cittati apresentam solução de reconhecimento facial em transporte público

31/08/2017

A plataforma  da Cittati  – CittaMobi para o cidadão agora conta com tecnologia de reconhecimento facial da multinacional japonesa, que é reconhecida como a mais rápida e precisa do mundo, e chega ao mercado como aliada das administrações públicas e privadas no segmento de segurança  

A segurança é cada vez mais uma preocupação real para a população das cidades brasileiras e, nesse contexto, os governos, em todos os níveis, estão voltados para estratégias que possam ajudar a coibir situações de violência, principalmente em ambientes de transporte público, como em ônibus, estações e pontos de paradas.

O estudo denominado Pesquisa Nacional de Qualidade do Transporte (PNQT), realizado pela Cittati, empresa dedicada a soluções tecnológicas para mobilidade urbana e cidades inteligentes, e pela publicação Diário do Transporte, verificou junto a 59 mil passageiros que vivem em 40 cidades brasileiras que o tema da insegurança no ponto e nos ônibus são os que mais preocupam os usuários, superando temas sensíveis, como tempo total de viagem, limpeza e conservação dos carros, acessibilidade, entre outros.

Tendo como base o resultado desta pesquisa, a Cittati uniu-se à NEC, multinacional japonesa proprietária de tecnologias de biometria facial reconhecidas mundialmente como as mais precisas e eficazes do mercado, e desenvolveram em parceria a plataforma CittaMobi para o cidadão da Cittati, com as tecnologias de biometria facial e video analytics da NEC, promovendo uma solução integrada que permite detectar automaticamente pessoas procuradas e comportamentos inadequados nas estações de transporte público, desde de evasão de bilheteria até subtração de bens dos passageiros. Além disso, a comunicação direta entre os cidadãos que utilizam o CittaMobi e os centros de controle e monitoramento ligados aos órgãos gestores e de segurança pública (plataforma de controle SmartCitta) permite que ações possam ser tomadas em tempo real por meio de alertas de segurança gerados.

No período de 29 a 31 de agosto, serão apresentadas aos visitantes que passarem pelo estande da Cittati, na exposição Transpúblico, que acontece no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP), as funcionalidades da solução, que já teve um projeto piloto realizado em uma capital do Nordeste do Brasil.

Trata-se de um aplicativo que já apresentava funções de interatividade junto aos cidadãos para previsões de chegada de ônibus, comunicação e até acionamento de órgão de segurança pública com botão de incidente grave, e agora passa a disponibilizar a tecnologia de reconhecimento facial Neoface Watch  a seus usuários por meio de smartphones, tablets e câmeras inteligentes.

Segundo Wagner Coppede, diretor de soluções e engenharia da NEC no Brasil, o diferencial na adoção desse aplicativo é a possibilidade dos usuários que transitam por estações, paradas e ônibus, diariamente, conseguirem informar, de forma rápida e automática, situações de perigo, a exemplo de assaltos, pessoas e atitudes suspeitas ou até mesmo aviso de identificação de desaparecidos. “Ao utilizar o sistema de reconhecimento facial, agregado ao de vídeo analytics, o CittaMobi torna-se uma importante ferramenta tecnológica a serviço da segurança nos ambientes onde há maior incidência de ocorrências e, por isso, pode ser contratado tanto pela iniciativa pública como por empresas privadas, com ênfase para as administrações municipais”, afirma Coppede.

De acordo com Mauricio Miyasaki, diretor de operações da Cittati, a base de eventos e alertas gerados pela plataforma CittaMobi dos cidadãos auxilia no planejamento da mobilidade e geração de um raio-x da segurança na cidade, com mapeamento de áreas com maiores e menores índices e tipos de incidentes geolocalizados na cidade etc. “Os municípios têm muito a ganhar com a adoção deste serviço, uma vez que, a partir do momento que os cidadãos se sentem mais seguros no transporte público, vão passar a utilizá-lo com mais frequência e, consequentemente, poderão melhorar outro sintoma de problema na cidade, que é o excesso de automóveis nas ruas. Dar inteligência e capacidade de gestão aos órgãos e empresas vêm ao encontro de uma agenda urgente para a realidade da segurança urbana”, explica o executivo.

 

 

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<