Últimas notícias

Fique informado

Segurança e modernização: a BMG Seguros 100% cloud

26 de agosto de 2021

Spotlight

Facebook fala sobre o incidente de 4 de outubro

“Agora que nossas plataformas estão funcionando normalmente após a interrupção de 4 de outubro achei que valeria a pena compartilhar,”Santosh Janardhan.

6 de outubro de 2021

Com apoio da SOU.cloud, a seguradora adequa-se à LGPD e encontra mais segurança na nuvem que tornou-se indispensável no Brasil e no mundo

2020 fechou com alta no mercado de seguros brasileiro, conforme levantamento da CNN. O crescimento foi de 10% somente em novembro, terceiro melhor resultado do ano passado. Com o segmento aquecido, o investimento em tecnologia é fundamental para destacar-se. É por isso que a BMG Seguros já nasceu na nuvem. Fundada em 2016, a seguradora brasileira é especializada em garantia e P&C. 

Atualmente, a BMG é a empresa que mais cresce no mercado segurador nacional. Apesar de ser um setor tradicionalmente conservador, a companhia considera a inovação uma das suas maiores marcas.

Superintendente de TI e Projetos da BMG – Sydney Rodrigues.

A questão da inovação permeia o nosso DNA, queremos trazer criatividade para o mundo dos seguros. Começamos a olhar para dentro da caixinha e a ver que podíamos ser diferentes, incomodar o mercado, torná-lo disruptivo”, conta o Superintendente de TI e Projetos da BMG, Sydney Rodrigues.

Foi assim que nasceu a parceria com a SOU.cloud, referência em serviços de nuvem Microsoft no país e certificada Azure MSP Expert.

Tendo começado como um pequeno negócio, a seguradora desejava escalabilidade, custo-benefício e segurança. Com isso, teve início uma busca cada vez maior pelas ferramentas e possibilidades que a tecnologia pode oferecer, contando sempre com o aconselhamento da SOU.cloud para encontrar as opções mais adequadas à empresa.

Esse modelo nos proporcionou a capacidade de expansão que temos hoje e possibilitou que colocássemos todo o nosso time em home office em um tempo muito curto no cenário de pandemia”, destaca Rodrigues.

Assunto em voga no Brasil em 2021, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) é levada muito a sério por ambas as empresas, principalmente com a entrada da lei em vigor. Isso significa que multas e sanções serão emitidas para quem descumprir a legislação.

O órgão responsável pela aplicação da lei é a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). As multas podem ser de até 2% do faturamento da empresa e possuem um teto de R$50 milhões por infração. 

Assim, a segurança na nuvem tornou-se indispensável no Brasil e no mundo. Por isso, a cada dia, a nuvem se torna um ambiente mais seguro e cada vez mais empresas entendem a responsabilidade necessária para lidar com dados.

Estou muito orgulhoso de todas as features que implementamos em termos de segurança”, comemora o superintendente.

Para Rodrigues, um ambiente 100% seguro não existe, mas, ao aderir às features e técnicas necessárias, a empresa eleva o nível de maturidade em nuvem, além de obter acesso a uma série de recursos para a defesa de seus dados e serviços. 

Um exemplo é a ferramenta Azure Information Protection, que ajuda no controle e proteção de e-mails, documentos e dados confidenciais compartilhados dentro e fora da empresa.

A aplicação da Microsoft aprimora a proteção de dados, independentemente de onde estejam armazenados ou com quem sejam compartilhados.

Outro serviço disponível é o Azure Sentinel, que oferece análise inteligente de segurança e inteligência contra ameaças em nuvem para toda a empresa, fornecendo uma única solução para detecção de alertas, visibilidade, procura proativa e resposta a ameaças.

Para o Superintendente de TI e Projetos da BMG, é preciso estar atento ao monitoramento e se antecipar aos incidentes.

Eu não quero nunca mais receber mensagem de um usuário dizendo que o servidor caiu ou que há uma lentidão no banco de dados. Quero ferramentas que me deem visibilidade a todo o meu parque de máquinas”, comenta, “Todas as ferramentas da Microsoft possuem alto nível de integração e tem nos ajudado a tornar nosso ambiente mais saudável e seguro”.

Uma das vantagens do uso destas aplicações é o custo-benefício. “Até alguns anos atrás, comprava-se uma ferramenta para ser instalada em casa, mas hoje não”, explica o CTO da SOU.cloud, Rodrigo Castro.

“Ao usar o Azure Information Protection, por exemplo, a empresa não paga pela ferramenta e, sim, pelo uso que faz dela. Até recentemente existiam muitas dúvidas a respeito e as empresas achavam que teriam altos dispêndios, mas hoje está evidente que esse modelo democratiza o acesso à nuvem e à inovação além de reduzir o tempo de implementação dos projetos de meses para semanas, eventualmente apenas alguns dias”, completa.

A tecnologia é parte integrante dos processos da BMG. Logo, a parceria com a SOU.cloud e as aplicações Microsoft são vitais para o bom funcionamento da seguradora, segundo Rodrigues: “Sem elas não conseguiríamos ter as entregas que temos nem continuar dentro da nossa jornada de transformação com tanta velocidade”.

Viver em um tempo de mudanças nem sempre é fácil, mas a BMG Seguros vê na tecnologia uma poderosa ferramenta de transformação.

“Acreditamos estar no caminho certo para uma transformação digital consciente, voltada para o nosso cliente. A nossa preocupação como companhia de seguros hoje é deixar um legado para o futuro”, pondera o superintendente.

Como uma das qualidades principais da parceira, Rodrigues aponta a grande capacidade de entrega em curtos períodos de tempo: “A SOU.cloud é uma parceira estratégica para nós. Juntos nós somos rápidos na resolução dos problemas e nas proposições de novas soluções”.

Com foco na geração de empregos no mercado de TI, Google Cloud promove feira virtual para conectar empresas e estudantes universitários

Cinco mitos sobre cloud computing

A StorageCraft faz parceria com o Google Cloud para oferecer continuidade de negócios