Últimas notícias

Fique informado

O tema Blockchain continua dominando os grandes eventos

06/11/2017

Spotlight

A Estônia já está aqui. Por Marcelo Buz

Artigo do diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI, Marcelo Buz, e uma comparação entre Brasil e Estônia.

18/02/2020

A evolução do processo judicial eletrônico. Por Ophir Cavalcante Junior

O processo judicial eletrônico (PJE) veio para atender esse novo momento e a exigência de uma prestação jurisdicional mais célere.

17/02/2020

Comitê Gestor normatiza emissão de certificado digital pelos Conselhos Profissionais Federais

A digitalização de documentos e processos em diferentes setores profissionais

13/02/2020

Lei de Informatização do Processo na pauta do Supremo Tribunal Federal – Por Marcos da Costa e Augusto Marcacini

A assinatura digital, tal como a assinatura manuscrita, permite conferir a autoria de uma manifestação escrita e, evidentemente, isto impede que esta seja substituída por outra, falsa, que não foi a intenção emanada pelo sujeito que praticou o ato.

11/02/2020

Identidade Digital na Europa. Prof. Jean Martina

O sistema de identificação digital na Itália funciona de forma similar ao Brasileiro.

09/02/2020

Certificado ICP-Brasil fortalece as ações de governança cibernética nacional

A ampliação do uso do certificado digital no padrão da

06/02/2020

IT Forum completa 20 anos e fala sobre Big Data & Analytics, Cloud Computing, IoT (Internet das coisas), Inteligência Artificial e Blockchain

Como foi o IT Forum Expo 2017 realizado no Transamérica Expo Center em São Paulo nos dias 07 e 08 de Novembro de 2017.

12/11/2017

No Gartner Symposium/ITxpo em São Paulo realizado entre os dias 23 e 26 de outubro de 2017, foram apresentadas duas excelentes palestras sobre a Blockchain

Fernando Taboas

Por Fenando Taboas

A primeira palestra sobre Blockchain durante o evento foi ministrada pelo analista do Gartner Fábio Chesini e a segunda por Don Tapscott.

Fábio Chesini abordou o tema Blockchain em profundidade.  Numa palestra rica em cases e informações técnicas, apresentou distintos cenários onde a proposição de valor para distintas aplicações do Blockchain vem ocorrendo, cenários estes organizados segundo o grau utilizado de descentralização e se focada em um ou mais ativos digitais ou se orientada para a execução e registro das transações em elos de cadeias.

O primeiro cenário, denominado “Disruptores Emergentes”, engloba as proposições de novos negócios (embora o modelo de negócios já possa existir) baseados nos fundamentos do Blockchain, um livro-razão descentralizado em rede P2P (“peer-to-peer”) e organizado em cadeia de blocos de transações. A aplicação OpenBazaar, um marketplace descentralizado ilustra bem este grupo.

No segundo cenário, o “Mercado de Ativos Digitais”, o foco está na criação de novos mercados para ativos digitais baseados em ativos não digitais. Neste grupo a descentralização não é o essencial para a proposição de valor, mas sim a criação de mercado para um ativo digital. Um exemplo de aplicação deste grupo é o LAtoken.

No terceiro grupo, o dos “Processadores de Negócios”, as aplicações buscam melhorias na eficiência das transações, interações e rastreabilidade da proveniência de ativos. Neste grupo a proposição de valor é fechada aos participantes do negócio. O exemplo de aplicação para este grupo é o da cadeia de suprimentos do Walmart.

Finalmente, no quarto grupo, o dos “Mantenedores de registros”, as aplicações focam o gerenciamento de registros, para si mesmo ou para uma comunidade. A proposição de valor também é fechada aos integrantes de uma organização ou de uma comunidade, mas a descentralização possivelmente tem relevância para a aplicação. Como exemplos de aplicação para este grupo temos o registro de imóveis rurais na Geórgia e o controle das identidades digitais dos cidadãos da Estônia.

Fábio Chesini também aponta que nos dois primeiros cenários, o objetivo é o de criação de novos modelos de negócios e de crescimento da receita, o dos outros dois é o de apoiar modelos de negócios existentes e de redução de custos.

Assim, o potencial disruptivo atribuído ao Blockchain está concentrado nos dois primeiros cenários, embora os ganhos com as aplicações nos outros cenários não sejam desprezíveis.

Já Don Tapscott, fez a palestra de encerramento do primeiro dia com uma palestra empolgante sobre a Blockchain.

Don vem sendo um dos principais divulgadores desta nova tecnologia, que foi projetada como sendo um dos pilares da moeda digital Bitcoin, embora hoje se visualizem outras aplicações possíveis.

A esse respeito, Don tem um posicionamento muito otimista sobre as inúmeras possibilidades que esta tecnologia proporcionará, a qual ele define como sendo o protocolo da confiança que transformará a Internet da informação na internet de valor, uma plataforma distribuída que pode nos ajudar a reformular o mundo dos negócios através do seu impulso para a confiança e para a desintermediação, transformando não somente os serviços financeiros, mas também a arquitetura das corporações, sendo capaz de reformular o papel do governo, alavancar a internet das coisas e consertar indústrias como a da música, entre outros.

Esta segunda era da Internet tem profundas implicações para a competitividade, a estratégia de negócios, a arquitetura das corporações e liderança.

Para entender melhor todo o potencial vislumbrado para esta nova era da Internet, Don Tapscott recomenda a leitura do seu livro, escrito em parceria com seu filho Alex Tapscott, sob o título “Blockchain Revolution – Como a tecnologia por trás do Bitcoin está mudando o dinheiro, os negócios e o mundo”, já traduzido para o português e publicado pela editora SENAI-SP.

 

* Fernando Taboas – Consultor de TI, Processos e Aplicações. É engenheiro formado pelo IME, mestre em Finanças pela PUC Rio, atuou em tecnologia da informação nas empresas Gillette e P&G.  [fernando@cryptoid.com.br]

 

  Acesse aqui nossa coluna sobre Blockchain!

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<