Últimas notícias

Fique informado

FEBRABAN dá dicas de segurança sobre roubos de celular

30 de junho de 2021

Spotlight

Facebook fala sobre o incidente de 4 de outubro

“Agora que nossas plataformas estão funcionando normalmente após a interrupção de 4 de outubro achei que valeria a pena compartilhar,”Santosh Janardhan.

6 de outubro de 2021

Let’s Encrypt root cert update catches out many big-name tech firms

A legacy certificate used by the certificate authority – the IdentTrust DST Root CA X3 – expired on September 30.

6 de outubro de 2021

Zero Trust e viagens pós-COVID ocupam o centro das atenções no Identity Week 2021

Identity Week 2021 será realizado de 22 a 23 de setembro de 2021 em Londres e reúne as mentes mais brilhantes do setor de identidades.

27 de setembro de 2021


Aplicativos de bancos são seguros e dados de uso não ficam armazenados nos aparelhos

Diante dos relatos de roubos de celulares seguidos de transações bancárias, a FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) esclarece que os aplicativos dos bancos contam com o máximo de segurança em todas as suas etapas, desde o seu desenvolvimento até a sua utilização.

Portanto, não existe qualquer registro de violação da segurança desses aplicativos, os quais contam com o que existe de mais moderno no mundo para este assunto. Além disso, para que os aplicativos bancários sejam utilizados, há a obrigatoriedade do uso da senha pessoal do cliente.

Como funciona o golpe

Muito dos roubos ocorrem em vias públicas durante o uso do celular pelas pessoas. Dessa forma, os criminosos têm acesso ao celular já desbloqueado e, a partir daí, realizam pesquisas no aparelho buscando por senhas eventualmente armazenadas pelos próprios usuários em aplicativos e sites. De posse dessas informações, tentam ingressar no aplicativo do banco.

Para se proteger desse golpe, é fundamental que os clientes adotem os seguintes cuidados:

– Usar sempre o procedimento de bloqueio da tela de início do celular;

– Nunca utilize o recurso de “lembrar/salvar senha” em navegadores e sites;

– Jamais anotar senhas de acesso ao banco em blocos de notas, e-mails, mensagens de WhatsApp ou outros locais em seu celular;

– Não repetir a senha utilizada para acesso ao seu banco para uso em quaisquer outros aplicativos, sites de compras ou serviços na internet;

– Jamais anote a senha, memorize-a para o uso.

Adicionalmente, sempre que seu celular for roubado, o cliente deverá:

– Notificar imediatamente o seu banco para que as medidas adicionais de segurança sejam adotadas, especialmente o bloqueio do app do banco e senha de acesso;

– Avisar à operadora de telefonia para o bloqueio imediato da linha

– Registrar o Boletim de Ocorrência junto à autoridade policial.

Como escolher o melhor banco de dados na nuvem

Gartner anuncia que serviços de nuvem pública de Infraestrutura como Serviço cresceram 40,7% em 2020

Empresas investem em educação e ampliam seus negócios

Proteção de Dados por Luiz Carlos Zancanella

IoT Industrial representa o futuro da manufatura digital

Conheça os 5 golpes cibernéticos mais comuns direcionados a adolescentes e saiba como se proteger

Kaspersky: roubo de contas foi o principal crime financeiro de 2020

Golpe do WhatsApp muda de roubo para clone, alerta Kaspersky