Últimas notícias

Fique informado

Criptmoedas e blockchain são debatidos em Fortaleza

28/11/2018

A utilização das criptomoedas para a realização de transações financeiras está cada vez mais em alta, assim como o desenvolvimento de novas tecnologias para tornar esses processos mais seguros.

A Certisign, Autoridade Certificadora Líder na América Latina e especialista em identificação digital, falou sobre o tema durante a Conferência Brasileira sobre Bitcoin (Bitcoinf) Summer Edition, que aconteceu em 16 e 17 de novembro, em Fortaleza (CE).

O evento reuniu especialistas nacionais e internacionais em bitcoin, cripmoedas e blockchain, que abordaram os temas sob os mais diferentes ângulos, como os impactos sociais e econômicos da adesão a essas tecnologias.

A diretora de Inovação em Produtos e Mercados da Certisign, Maria Teresa Aarão, falou sobre a validação adicional de assinatura em Blockchain, tema abordado em sua palestra durante o evento.

Maria Teresa Aarão – Diretora de Inovação em Produtos e Mercados da Certisign

“Funciona como uma extensão das funcionalidades do Portal de Assinaturas Certisign que é compatível com as novas tecnologias. O Portal já é utilizado por milhares de indivíduos e empresas para a assinatura de laudos, diplomas, contratos, entre outros documentos digitais com validade jurídica”, explica Maria Teresa.

Durante sua apresentação, Maria Teresa falou também sobre um novo produto da Certisign que será lançado em breve. “É uma evolução do remoteID, Certificado Digital em nuvem da Certisign. Essa solução permitirá a associação entre um Certificado ICP-Brasil e uma ou mais chaves criptográficas e a associação de uma chave criptográfica Blockchain a uma identidade biométrica validada em base pública”.

A executiva finaliza: “Um exemplo prático do uso desta solução é quando uma Exchange (corretora de criptomoedas) cria uma conta para um cliente. Ao invés de fazer o processo de onboarding, em que solicitam-se múltiplas telas, selfies e documentos digitalizados, a Exchange poderá pedir aos interessados que apresentem suas identidades Certisign para Blockchain, na qual estas verificações já estarão registradas”.