Últimas notícias

Fique informado

Estratégia Nacional de Segurança Cibernética – E-Ciber

06/02/2020

Spotlight

Como confirmar a validade das assinaturas digitais ICP-Brasil?

Com o isolamento social a tecnologia da certificação digital vem possibilitando com que pessoas e empresas resolvam alguns procedimentos por meio de documentos eletrônicos, mas como ter segurança?

21/05/2020

Multi-cloud é o novo normal, mas é um desafio maior à segurança de dados

A preocupação com o controle de identidades digitais nos ambientes corporativos se intensifica entre os CIOs do mundo todo na mesma proporção em que surgem as aplicações em Nuvem.

18/05/2020

Segundo a advogada Patricia Peck a Estratégia Nacional de Segurança Cibernética é aprovada mas redação deixa a desejar

Em comparação com as estratégias elaboradas por outros locais, como o Chile, os Estados Unidos ou a União Europeia (Diretiva n.º 2016/1148), o Brasil ainda está muito aquém em termos de redação.

06/02/2020

Certificado ICP-Brasil fortalece as ações de governança cibernética nacional

A ampliação do uso do certificado digital no padrão da

06/02/2020

Brazil Cyber Summit 2020 – NOVA DATA

Diante das preocupações crescentes acerca do Coronavírus, tomamos a decisão

23/01/2020

Cyber Securty Summit 2020

Após o sucesso crescente nos três últimos anos, o Cyber

17/01/2020

O presidente da república aprovou ontem de 5 de fevereiro de 2020 a Estratégia Nacional de Segurança Cibernética – E-Ciber, conforme o disposto no inciso I do art. 6º do Decreto nº 9.637, de 26 de dezembro de 2018.

A E-Ciber, além de preencher importante lacuna no arcabouço normativo nacional sobre segurança cibernética, estabelece ações com vistas a modificar, de forma cooperativa e em âmbito nacional, características que refletem o posicionamento de instituições e de indivíduos sobre o assunto.

A medida é uma orientação do governo sobre as principais ações por ele pretendidas, em termos nacionais e internacionais, na área da segurança cibernética.

Rafael Narezzi, especialista brasileiro em Cibersegurança, professor de mestrado na Universidade West London, na Inglaterra, e idealizador da conferência internacional Cyber Security Summit Brasil comenta a aprovação do decreto.

Rafael Narezzi é especialista brasileiro em Cibersegurança

“Esse decreto demonstra o desenvolvimento de uma maturidade do Brasil quanto ao tema segurança cibernética, no qual dá importância a uma questão de extrema relevância para a sociedade brasileira. A Estratégia Nacional de Segurança Cibernética (E-Ciber) simboliza que as coisas em prol de uma prática de cibersegurança estão começando a se mover.

Isso demonstra ainda que diversos setores, não somente o da cibersegurança – que é um dos pilares -, estão evoluindo no mundo digital e tendem só a aumentar, trazendo melhores perspectivas.”

“Esse é um setor que merece atenção, já que a transformação e evolução digital dependem da segurança cibernética para obterem êxito. Em razão desse fator, o mercado vive um momento de alta demanda e escassez da mão de obra especializada. Como exemplo disso, as próprias empresas de tecnologia e inovação passaram a capacitar profissionais em cibersegurança para ajudar a demanda a crescer. Amazon e Walmart são grandes cases de sucesso. Investir em Segurança Cibernética é investir no futuro e no desenvolvimento do Brasil”, conclui Rafael Narezzi .

A Estratégia Nacional de Segurança Cibernética – E-Ciber é a orientação do Governo federal à sociedade brasileira sobre as principais ações por ele pretendidas, em termos nacionais e internacionais, na área da segurança cibernética e terá validade no quadriênio 2020-2023.

Em 2015, o Governo federal deu publicidade à Estratégia de Segurança da Informação e Comunicações e de Segurança Cibernética da Administração Pública Federal e com isso impulsionou as discussões sobre o tema no âmbito da Administração Pública federal, e também em outros setores da sociedade.

Decreto nº 9.637, de 26 de dezembro de 2018, que instituiu a Política Nacional de Segurança da Informação e dispõe sobre princípios, objetivos, instrumentos, atribuições e competências de segurança da informação para os órgãos e entidades da Administração Pública federal, sob o prisma da governança, previu, para sua implementação, a elaboração da Estratégia Nacional de Segurança da Informação e dos Planos Nacionais.

Em virtude da abrangência da Segurança da Informação o Decreto nº 9.637, de 2018, indicou, em seu art. 6º, que a Estratégia Nacional de Segurança da Informação seja construída em módulos, a fim de contemplar a segurança cibernética, a defesa cibernética, a segurança das infraestruturas críticas, a segurança da informação sigilosa e a proteção contra vazamento de dados.

Por coordenação do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, e com participação de mais de quarenta órgãos e entidades do Governo, além de instituições privadas e do setor acadêmico, que foram distribuídos em três subgrupos de trabalho, foi elaborada a presente E-Ciber, após trinta e uma reuniões e sete meses de estudos e de debates.

Por meio de metodologia bottom up, e com base nas conclusões dos subgrupos de trabalho, em avaliação comparativa – benchmarking sobre estratégias correlatas de outros países, e em cumprimento ao contido na Política Nacional de Segurança da Informação, chegou-se ao diagnóstico da segurança cibernética global e do Brasil.

Em seguida, foram estabelecidos os objetivos estratégicos nacionais, e as respectivas ações estratégicas, segundo sete eixos de atuação, que demonstram à sociedade brasileira os pontos considerados relevantes para o País na área da segurança cibernética.

  Veja aqui a integra publicada no diário oficial em 6 de fevereiro de 2020

 

Certificado ICP-Brasil fortalece as ações de governança cibernética nacional

Entenda sobre a documentação digital e o papel do Brasil nesse processo – Ouça

As 10 melhores ferramentas de verificação de vulnerabilidades para testes de penetração – 2019

29set01outEvento CanceladoBrazil Cyber Summit 2020 - NOVA DATAExplore a tecnologia, percepções e tendências que dão forma ao futuro da cyber e dos negócios 29 de setembro a 01 de outubro de 2020 | Brasília (setembro 29) 08:00 - (outubro 1) 18:00 Brasilia Hotel Royal Tulip Brasilia Alvorada, SHTN Trecho 1 Conjunto 1B - Bloco C - Asa Norte, Brasília

16jul(jul 16)08:0017(jul 17)18:00Cyber Securty Summit 2020Quarta edição do Cyber Security Summit 2020 16-17 de julho | São Paulo08:00 - 18:00 (17) Grand Hyatt Hotel, Avenida das Nações Unidas, 13.301