Últimas notícias

Fique informado

Crypto ID entrevista Leidivino Natal, CEO da Stefanini Cyber, em evento para mercado segurador

23 de fevereiro de 2024

Spotlight

Entenda o que mudou na assinatura eletrônica em documentos a partir do Decreto nº 68306

Qual o impacto do Decreto nº 68.306 na assinatura eletrônica, simplificação de processos e nos avanços da digitalização dos serviços públicos?

24 de abril de 2024

AX4B impulsiona a resiliência cibernética de Pequenas e Médias Empresas

Conheça como a AX4B está revolucionando a Segurança Cibernética para PMEs.

24 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Open Insurance deve aquecer mercado de seguros, mas cibersegurança precisa ser observada, alerta especialista

Open Insurance, um sistema semelhante ao Open Finance, porém específico para seguradoras, previdência complementar aberta e capitalização

21 de fevereiro de 2024

Entenda a estrutura do Open Insurance Brasil

Participam do Open Insurance do Brasil empresas de seguro, previdência complementar e capitalização, Sandbox e sociedades processadoras de ordem do cliente.

8 de fevereiro de 2024

Open Finance, ou Sistema Financeiro Aberto, e suas variações por setor econômico. Por Susana Taboas

Sistema Financeiro Aberto permite que as empresas e os indivíduos acessem dados financeiros de diversas fontes em um único lugar.

6 de fevereiro de 2024

Desvendando o Futuro da Segurança no Open Insurance: Desafios e Soluções. Por Manuel Matos

Como garantir a segurança e a confiança nas iniciativas de Open Insurance?

7 de dezembro de 2023

Stefanini Cyber debateu tendências da cibersegurança no mercado segurador em evento realizado em São Paulo Organizado pela Horiens

A Stefanini Cyber, em parceria com a Horiens, participou do encontro “Jornada de Cibersegurança – do risk assessment ao seguro cibernético”. O evento, realizado no dia 21 de fevereiro, reuniu renomados profissionais do mercado para discutir sobre Privacidade e Segurança.

Foto: Ronaldo Andrade, Alex Amorim, Walter Calza Neto, Leidivino Natal e Renato Opice Blum

Leidivino Natal da Silva, CEO da Stefanini Cyber, uma venture especializada em soluções avançadas de Inteligência e de Cyber Defense, esteve presente no evento. Ele foi acompanhado por Walter Calza Neto, do Sport Club Corinthians Paulista; Renato Opice Blum, da Opice Blum Advogados Associados; e Alex Amorim, do IBRASPD (Instituto Brasileiro de Segurança, Proteção e Privacidade de Dados). O painel foi moderado por Ronaldo Andrade, da Horiens.

O objetivo do encontro foi apresentar as atualizações do mercado, os desafios e as oportunidades da cibersegurança. Este é um tema fundamental para proteger os ativos, garantir a continuidade das empresas e manter o ambiente de confiança nos negócios. O evento, patrocinado pela AIG e pela Zurich, teve como público-alvo executivos de tecnologia, de segurança da informação e de finanças.

Ronaldo Andrade, CISO (Chief Information Security Officer) da Horiens, ressaltou a importância de implementar uma estratégia de segurança robusta. Segundo ele, é essencial incluir medidas de prevenção, detecção, resposta e recuperação para enfrentar eficientemente as ameaças cibernéticas atuais.

Leidivino Natal, por sua vez, enfatizou que o debate sobre as tendências em cibersegurança é essencial, pois as empresas precisam cada vez mais criar ambientes seguros. Ele afirmou: “Segurança não é mais uma área de suporte; ela se tornou uma área de negócios que precisa garantir a continuidade do core business das organizações”.

Este evento marca um passo importante na jornada contínua de todas as empresas para se manterem permanentemente atentas às ameaças cibernéticas e às melhores práticas de segurança.

O Crypto ID esteve presente ao evento e entrevistou Leidivino Natal

Leia a íntegra da entrevista:

Crypto ID: Natal, já falamos aqui no Crypto ID sobre atroca de nome da Rafael Stefanini para Stefanini Cyber, mas é interessante abordarmos essa alteração novamente. O que motivou a troca no nome?

Leidivino Natal: Após uma cuidadosa consideração e reflexão sobre nossa trajetória e valores fundamentais, e considerando que cibersegurança está no topo de prioridades do Grupo Stefanini, decidimos que era o momento oportuno para consolidar globalmente nossa estratégia de segurança, uma vez que temos presença em mais de 41 países.

A nova marca reflete nosso compromisso com a cocriação de soluções para um futuro melhor, e nossa dedicação em fornecer serviços de qualidade excepcional e nossa constante busca pela inovação. Trata-se de uma consolidação da nossa plataforma de soluções de cibersegurança, onde a Stefanini Cyber figura como líder. 

Crypto ID: Acabamos de assistir o painel moderado por Ronaldo Andrade, da Horiens que contou com a sua participação como Walter Calza Neto, do Sport Club Corinthians Paulista; Renato Opice Blum, da Opice Blum Advogados Associados; e Alex Amorim, do IBRASPD (Instituto Brasileiro de Segurança, Proteção e Privacidade de Dados), para discutir sobre Privacidade e Segurança. Quais foram os pontos focais desse painel?

Leidivino Natal: O painel foi essencial para debatermos as atualizações, os desafios e as oportunidades do mercado de cibersegurança. Entre os pontos focais posso destacar a importância da implementação de uma estratégia de segurança robusta, que inclua medidas de prevenção, detecção, resposta e recuperação para enfrentar as ameaças cibernéticas atuais, já que a questão da segurança não é mais uma área de suporte; ela se tornou uma área de negócios que precisa garantir a continuidade do core business das organizações.

Crypto ID: Durante o painel vocês falaram sobre estratégia de segurança robusta? O que você entente por uma estratégia de segurança eficiente?

Leidivino Natal: Um dos primeiros passos para se proteger é entender as principais ameaças cibernéticas. Isso inclui ataques de phishing, em que os hackers tentam obter informações sensíveis por meio de e-mails falsos ou sites fraudulentos; ransomware, que criptografa seus arquivos e exige pagamento para recuperá-los; e malware, programas maliciosos que podem roubar informações ou danificar sistemas. Assim, a primeira linha de defesa contra as ameaças é a constante atualização.

Manter sistemas operacionais e aplicativos atualizados é crucial para conter riscos. Além disso, a educação é essencial para conscientizar as pessoas sobre os diferentes tipos de ataques e como identificá-los. O treinamento auxilia para que a equipe e usuários sejam cautelosos ao interagir com e-mails, links e sites suspeitos.

Cada vez mais as empresas vêm adotando tecnologias avançadas, como Internet das Coisas (IoT), inteligência artificial e computação em nuvem, se tornando mais ágeis e eficientes. Essa conectividade expandida aumenta o risco de ciberataques. Na Stefanini, tecnologias de ponta com práticas recomendadas são combinadas para fortalecer a postura de segurança de nossos clientes, além de trabalhar em colaboração com os mesmos para atender suas necessidades e oferecer soluções personalizadas. 

Crypto ID: Você mencionou que a segurança se tornou uma área de negócios. Pode expandir sobre isso e como essa mudança impacta a forma como as empresas abordam a cibersegurança?

Leidivino Natal: A segurança, outrora vista como um custo, evoluiu para uma área estratégica de negócios, impactando significativamente a forma como as empresas lidam com a cibersegurança.
Essa mudança é impulsionada por diversos fatores: aumento das ameaças cibernéticas como ransomware (sequestro de dados), ataques orquestrados a infraestruturas críticas, e com o advento da IA Generativa, os hackers estão se especializando e elevando a assertividade dos ataques. As empresas reconhecem que a segurança hoje não é apenas um problema de TI, mas sim um risco que pode afetar toda a organização, desde a reputação até a viabilidade do negócio. Violações de segurança podem ter consequências financeiras graves, incluindo perdas de dados, multas regulatórias, interrupção das operações e danos à reputação. As empresas precisam investir em medidas de segurança para minimizar esses riscos e proteger seus ativos.

Crypto ID: No que consiste a parceria entre a Stefanini Cyber e a Horiens? E como estão abordando as tendências atuais em cibersegurança para o setor de seguros?

Leidivino Natal: O propósito principal da parceria entre a Stefanini Cyber e Horiens é destacar a importância pela busca de equilíbrio entre desempenho e conformidade/compliance, agindo de forma sinérgica com foco nos objetivos estratégicos das organizações, contribuindo para o alcance da gestão de riscos corporativos. Mas qual é a tolerância a perdas que ocorrem a cada ciberataque? Como quantificar os riscos existentes nesse cenário? Diante desse cenário atual, é fundamental olhar para a baixa maturidade em gestão de riscos (falta de políticas, ausência declaração de apetite e tolerância a riscos, visão qualitativa, entre outros) que induzem as organizações na adoção de frameworks e melhores práticas genéricas.

A complementariedade de conseguirmos unir as capacidades e inteligência aportadas em ambas as empresas e com uma solução consistente; além da solidez da Stefanini Cyber. Com isso, temos uma oferta completa para abarcar tanto a questão de tecnologia e de cibersegurança, que pode ir além da área de seguros.

Crypto ID: Quais são os principais desafios que as empresas do setor de seguros enfrentam hoje em termos de cibersegurança e como a Stefanini Cyber e Horiens a estão ajudando a superá-los?

Leidivino Natal: As empresas de seguros são alvos frequentes de ataques cibernéticos direcionados, devido à grande quantidade de dados confidenciais que armazenam, como informações pessoais e financeiras de seus clientes. Frequentemente são vítimas de ataques de ransomware podem criptografar os dados das empresas de seguros, exigindo o pagamento de um resgate para recuperá-los. Isso pode resultar em perdas financeiras significativas e interrupção das operações. As empresas de seguros podem não ter a expertise interna necessária para lidar com os desafios de cibersegurança de forma eficaz, desse modo, a parceria pode ser efetiva, pois podemos atuar como consultivos de segurança. 

Sobre a Stefanini
A Stefanini é um grupo global de origem brasileira com 36 anos de atuação no mercado de tecnologia, com foco em auxiliar os clientes no processo de transformação digital em seus negócios. Com o propósito de “Cocriar soluções para um futuro melhor”, o grupo vem sendo reconhecido em várias premiações pelo seu DNA inovador e impacto em resultados. Atua nas seguintes frentes: Consultoria (Tecnologia e Business Agility), Analytics & IA, Banking & Payments, Cibersegurança, Manufatura (Indústria 4.0) e Marketing Digital. Presente em 41 países e com 37 mil funcionários, a Stefanini é apontada como empresa brasileira que mais cria valor internacional, segundo Ranking da Fundação Dom Cabral (FDC). Para mais informações, clique aqui. Sobre a Horiens

A Horiens, gestora de riscos, seguros e garantias, atua em projetos para os mais diversos setores da economia, como infraestrutura, concessões e PPPs, transporte e logística, energy, óleo e gás, agronegócio e química e petroquímica, entre outros. A empresa, que completou 45 anos em 2023, conta com quatro eixos principais de atuação: consultoria em Gestão de Riscos; corretagem para Seguros de Ativos e Seguros de Pessoas (Saúde e Benefícios); e Garantia, Crédito e Risco Político.

Stefanini Cyber debate as tendências de cibersegurança em evento com o mercado segurador

Entrevista com Leidivino Natal, CEO da Stefanini Cyber

Open Insurance deve aquecer mercado de seguros, mas cibersegurança precisa ser observada, alerta especialista

Open Finance, ou Sistema Financeiro Aberto, e suas variações por setor econômico. Por Susana Taboas

Acesse a Openness, coluna especial do Crypto ID que trata de assuntos relacionados a dados abertos.

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!