Menu

Últimas notícias

Fique informado

Novas tecnologias e o progresso da ICP-Brasil

20/01/2020

Spotlight

Serviços eletrônicos proporcionam mobilidade, mas estão seguros?

COVI-19 alterou muitos hábitos de indivíduos e empresas em todo o mundo e nunca a tecnologia da informação foi tão importante quanto agora para disponibilizar serviços eletrônicos seguros.

30/03/2020

Em caráter de urgência ITI publica Instrução Normativa nº 2 para validação dos titulares dos certificados digitais por videoconferência

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02, DE 20 DE MARÇO DE 2020 Estabelece os procedimentos de confirmação de cadastro de requerente de certificado digital por meio de videoconferência.

20/03/2020

Diretor-presidente do ITI alerta para a validade de certificados digitais de empresários brasileiros

Marcelo Buz do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI alerta os empresários brasileiros para a validade do certificado digital.

20/03/2020

União Européia descartou a possibilidade de proibir a tecnologia de reconhecimento facial em locais públicos

A União Européia descartou a possibilidade de proibir a tecnologia de reconhecimento facial em espaços públicos, de acordo matéria publicada na Reuters.

31/01/2020

Como os países usam o reconhecimento facial

A tecnologia procura característica facial em transmissões de vídeos em directo e tenta cruzá-las com as fotografias em enormes bancos de dados.

27/01/2020

Uma nova perspectiva para a certificação digital no Brasil

A simplificação do processo de emissão do certificado digital aprovadao pela ICP-Brasil, traz um desafio de adaptação para esse mercado.

06/01/2020

Nos últimos anos novas tecnologias aplicadas em sistemas de identificação e em identidade digital tem demonstrado seu potencial, oferecendo maior facilidade de uso e modelos econômicos mais acessíveis

Por Igor Rocha

certificado-digital-em-2020

Igor Rocha – Pioneiro no mercado de certificado digital e consultor independente. 

O Brasil, que conta com uma infraestrutura robusta de identidade digital estabelecida pela ICP-Brasil, tem buscado um alinhamento com essas tecnologias. Iniciativas neste sentido já demostraram sua contribuição no aprimoramento do sistema nacional de certificação digital.

A implementação da biometria no processo de emissão do certificado digital aumentou a proteção contra fraudes e, mais recentemente, serviu de base para viabilizar a renovação dos certificados digitais por meios totalmente eletrônicos, dispensando a presença física do usuário.

A computação em nuvem viabilizou os certificados digitais remotos, oferecendo uma alternativa às mídias físicas (tokens e smartcards), proporcionando maior facilidade de uso e conveniência para os usuários.

A tecnologia móvel permitiu embarcar certificados digitais em smartphones bem como o uso de smartphones como chave de acesso para certificados armazenados em nuvem, abrindo espaço para a aplicação da certificação digital em dispositivos móveis.

Há ainda muito espaço para extrair benefícios destas tecnologias. A biometria associada a serviços de validação de identidade pode reduzir a dependência de documentos físicos. A infraestrutura em nuvem pode ser uma alternativa aos datacenters, reduzindo custos de implementação dos sistemas. Os smartphones podem contar com APP’s de identificação e assinatura digital e facilitar a integração com outras soluções. Isso para citar algumas possibilidades dentre muitas.

Adicionalmente, outras tecnologias estão sendo discutidas e avaliadas. Uma delas é o blockchain, que conta com um modelo bastante abrangente para sistemas de identificação, introduzindo um conceito de credencial digital que incorpora certificado digital, certificado de atributo e carimbo de tempo em uma mesma plataforma.

Os players do mercado de certificação digital já desenvolveram algum conhecimento em biometria, computação em nuvem e dispositivos móveis e levam certa vantagem com o blockchain, cuja a base técnica é a criptografia, o que favorece quem já atua no mercado.

Entretanto, a história mostra que este favorecimento não assegura a prosperidade dos players existentes. É preciso entender os novos modelos de negócio que surgem com a adoção dessas novas tecnologias e a forma com que elas são combinadas.

O cenário tecnológico para sistemas de identidade (ou identificação) digital é bastante favorável. O momento é muito mais de oportunidades do que de riscos, como destaquei em meu artigo anterior aqui na CryptoID. E uma parte dos players da ICP-Brasil está em uma posição favorável para aproveitar o que está por vir.

Como ocorre em outros mercados e com outras tecnologias, teremos players que buscarão as novas competências necessárias para adequar-se à evolução tecnológica e eventualmente participar ou mesmo liderar este processo. E também aqueles que permanecerão mais reativos, ocupando posições secundárias nos novos arranjos de negócio, à medida que eles surgem.

O mercado tem enorme potencial para crescer e crescerá. Cabe a cada um fazer a sua avaliação e assumir uma posição.

Igor Rocha – Pioneiro no mercado de certificado digital e consultor independente.

Uma nova perspectiva para a certificação digital no Brasil

DPC – Um Guia Prático na Emissão de Certificados ICP-Brasil

Entrevista Exclusiva com o presidente do ITI Marcelo Buz

 

Navegue mais em nosso portal, você com certeza vai gostar!

  Explore outros artigos!

X
Pular para a barra de ferramentas