Últimas notícias

Fique informado

Santa Catarina mapeia o uso de blockchain para transações financeiras

06/08/2020

Spotlight

A sanção da Lei 14.063 de 2020, segundo agência Senado.

A nova lei cria dois novos tipos de assinatura eletrônica em comunicações com entes públicos e em questões de saúde: simples e avançada.

25/09/2020

Lei Geral de Proteção de Dados Brasileira – LGPD começa a valer

Começa a valer nesta sexta 18 de setembro de 2020 conforme o texto aprovado pelo Senado .

18/09/2020

Como gerenciar Identidades Digitais em empresas públicas e privadas? Ouça

Sobre como gerenciar eIDs, conversamos com Luís Correia – Business Development da AET EUROPE, empresa global na área de soluções de segurança digital.

02/09/2020

Entenda o conceito de SASE, o futuro da cibersegurança, segundo o Gartner

Forcepoint levanta oito pontos fundamentais para compreender o modelo de

23/07/2020

Como golpistas atacam pequenos e médios negócios

Golpistas online estão sempre tentando enganar não apenas usuários comuns, mas também funcionários de empresas. Claro, normalmente é bem mais difícil ludibriar uma empresa que um aposentado, mas a taxa de retorno potencial é bem maior no primeiro caso.

09/07/2020

O Estado de Santa Catarina está promovendo mudanças radicais rumo a digitalização no meio da pandemia de 2020 com o uso de blockchain

Nos últimos dias, SC afirmou que mapeia o uso de várias tecnologias, inclusive a blockchain.

A tecnologia blockchain surgiu em 2009, na prática, com o Bitcoin, que é uma moeda digital criada para a internet. Utilizada como um banco de dados sem ponto de falha central, a tecnologia blockchain trouxe inúmeros avanços para transações financeiras pelo mundo.

Desde que se tornou um termo popular e emergente, a blockchain passou a ser alvo de governos e empresas. Com a pandemia de covid-19, a busca pela digitalização se tornou incessante.

Para melhorar o cenário dessa tecnologia no Brasil, o Governo Digital criou um ambiente interessante para inovações públicas com blockchain, que será utilizada até na PRF.

SC mapeia o uso da tecnologia blockchain para permitir transações financeiras

Desde que o Bitcoin foi criado, a tecnologia modificou o pensamento sobre transações financeiras. Com a capacidade de enviar recursos pelo planeta em questão de minutos, o Bitcoin criou um paradigma interessante, chamado de criptomoedas.

A segurança das criptomoedas, e o registro de suas transações, são na maior parte dos casos realizados na blockchain de cada moeda. Além do Bitcoin, a criptomoeda Ethereum também possuí blockchain para armazenar históricos de transações.

Além de armazenar as informações das criptomoedas, a blockchain já foi percebida como uma tecnologia disruptiva. Isso porque, qualquer informação pode ser gravada nesses bancos de dados descentralizados, sendo impossível remover esses registros após sua gravação.

Em meio a pandemia, as empresas e governos tem buscado crescer as inovações digitais. Com burocracias e vários desafios a serem superados, o estado de Santa Catarina tem buscado fazer parte das inovações.

Iniciativa parceira do estado SC, o laboratório Nidus mapeia o uso de várias tecnologias com potencial, sendo que a blockchain foi uma das apontadas em estudo. De acordo com um comunicado institucional do estado de Santa Catarina, a blockchain poderia ser utilizada para realizar transações financeiras na região.

O estudo ainda está em andamento e nada está definido, será possível até participação de empresas interessadas em prover serviço para o estado de SC.

Em conversa com o Livecoins, a assessora Krislei Oechsler afirmou que a iniciativa de mapear tecnologias tem sido importante no estado do sul do país. Isso porque, impactos positivos para a população podem sair desses levantamentos, como já aconteceu.

De acordo com Krislei, a busca por tecnologias tem estado em alta durante a pandemia do COVID-19. O laboratório Nidus, inclusive, já mapeou 25 soluções que podem impactar diretamente na área da saúde no estado. O Diretor de Tecnologia e Inovação da Secretaria de Estado da Administração, Felix Fernando da Silva, acompanha os projetos de perto.

A iniciativa do laboratório Nidus está integrada com startups do ambiente de tecnologia catarinense, facilitando o acesso do governo a novas tecnologias. Quem trabalha com tecnologia, inclusive, consegue oferecer ao governo do estado de Santa Catarina serviços e soluções tecnológicas, que beneficiem a população, direta ou indiretamente.

O estado de Santa Catarina já viu recentemente alguns estudantes do estado receberem premiações internacionais com uma solução blockchain. Chamada de Immuno Lynk, o projeto auxilia o combate ao covid-19, com uso da tecnologia blockchain, para profissionais da área de saúde.

Investimentos em tecnologia estão em alta no mundo, apontam executivos

De acordo com a Reuters, em uma matéria recente sobre tecnologia, foi detectado que as empresas têm buscado investir no setor. Conceitos novos, como a tecnologia 5G, cidades inteligentes, entre outros, estão em alta pelo mundo.

O crescimento de investimentos em tecnologia tem sido exponencial durante a crise. Inclusive, um setor que estava em alta antes da crise, que era o de energia renovável, já perde em volume de investimentos durante o COVID-19.

As soluções com blockchain são facilmente integradas com as demais tecnologias emergentes hoje, garantindo maior segurança para elas. Ou seja, o mercado para quem desenvolve e acredita no potencial das criptomoedas, e blockchain, é imenso, sendo 2020 um ano importante para apresentar esse conceito pelo mundo.

Fonte: Livecoins

Criptomoedas e blockchain são tema de curso online da OAB

IBM lança ferramentas de criptografia totalmente homomórfica (FHE) para Linux

Entenda como o FBI busca Bitcoin dentro da deep web

Leia mais em nossa coluna sobre Blockchain!

  Explore outros artigos!