Últimas notícias

Fique informado

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro adere ao novo modelo Justiça 4.0

3 de março de 2021

Spotlight

Empresas priorizam a proteção de dados do cliente, mas continuam deixando-os expostos, revela o estudo global de tendências de criptografia de 2021 da Entrust

Realizado pelo Ponemon Institute, o 16º estudo anual destaca que metade das organizações finalmente alcançaram uma estratégia de criptografia consistente e outras tendências importantes em criptografia e cibersegurança.

14 de abril de 2021

Philip R. Zimmermann, one of the most important cryptografer, present a new webserie. Do not miss the 1st episode!

AET Security Topics | EP1: Post-Quantum Algorithms. Philip R. Zimmermann, um dos maiores criptógrafos, apresenta a nova webserie da AET Europe.

9 de abril de 2021

Viviane Bertol explica o que é AR Eletrônica e fala sobre os novos procedimentos de validação da ICP-Brasil

Drª Viviane Bertol, fala sobre os novos procedimentos da ICP-Brasil, panorama mundial de eIDs e sobre LGPD.

8 de abril de 2021

Kryptus fala sobre o Blockchain na estrutura de Carimbo do Tempo da ICP-Brasil

A ICP-Brasil abrigará o novo protocolo de carimbo do tempo com a adoção da tecnologia Blockchain e a Kryptus explica como.

31 de março de 2021

Nesta segunda-feira (1/3), ocorreu a cerimônia de abertura para a adesão ao programa de Justiça 4.0, com a iniciativa do Conselho Nacional de Justiça

O evento foi transmitido no canal do YouTube do TJRJ às 11h. Além disso, estavam presentes para o momento da assinatura do acordo o presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Luiz Fux, e o presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), Henrique Carlos de Andrade Figueira.

O objetivo central é aprimorar as soluções tecnológicas e, assim, qualificar o atendimento prestado pelo Judiciário à sociedade, dando respostas judiciais tempestivas e efetivas. Sendo este um marco diante de um Brasil que vem passando por uma transformação digital e constante e que foi primordial para o momento de quarenta.

justiça
Luiz Fux – Presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

“A própria Constituição Federal estabelece que todo preso tem de ser tratado com dignidade na sua inteireza moral e física, mas para além disso, há produtos que o CNJ vai fornecer gratuitamente para os tribunais adotarem, por meio da interoperabilidade dos sistemas. Permitirão aos tribunais que trabalhemos, de maneira unificada, de forma bem mais ágil, poupando esforços, racionalizando nosso trabalho, nos dedicando às grandes teses e dando os exemplos que o Judiciário deve dar com a prestação da justiça”, afirmou Luiz Fux durante o acontecimento.

O Justiça 4.0 compreende um pacote de projetos, como a plataforma Sinapses de desenvolvimento e cooperação em inteligência artificial e a Plataforma Digital do Poder Judiciário. Ainda tem ações voltadas ao Codex e ao Datajud para qualificar as bases de dados.

O trabalho na Justiça será desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), sob a coordenação do CNJ, começando com um diagnóstico do banco de dados e do parque tecnológico do Tribunal.

O lançamento pode ser visto no canal do CNJ, confira!

Com informações do CNJ

2021: Justiça 100% digital e Centro de Inteligência do Poder Judiciário

Tribunal de Justiça do Espírito Santo lança Juízo 100% Digital

Solução do Serpro aprimora Justiça fiscal brasileira

Siga o Crypto ID no Linkedin e acompanhe as atualizações sobre inovação e segurança da informação com foco em eIDs e Criptografia!