Últimas notícias

Fique informado
Google Chrome deixará de exibir prefixos “www”, “https” e “m”

Google Chrome deixará de exibir prefixos “www”, “https” e “m”

14/08/2019

Se você usa o Google Chrome, talvez perceba sua barra de endereços (ou a “omnibox” como o Google chama), parecendo um pouco menor do que o normal.

Isso porque o navegador está cortando o que o Google chama de “subdomínios triviais” das URLs, incluindo os prefixos “www” e “https”, e “m” para sites para celular.

A atualização está sendo lançada agora com o Chrome 76 para computadores e dispositivos móveis.

O Google afirma que tornará o Google Chrome mais simples e acessível, mostrando apenas a parte da URL que o usuário digita, mas os desenvolvedores Web, preocupados com a segurança, não têm tanta certeza.

Desde a atualização, é necessário clicar duas vezes na URL em uma área de trabalho ou uma vez no celular para ver se um site usa o protocolo https, o que significa que a conexão entre o navegador e o servidor da Web está criptografada.

O que dizem os desenvolvedores

 Muitos desenvolvedores usam variações do subdomínio para sites de desenvolvimento ou diferenciação de recursos e teste a / b e nem todas as configurações de DNS para www.domain.com e domain.com são o mesmo servidor!

Ocultar partes da URL diminui a capacidade do usuário de confiar que as informações fornecidas pelo navegador são completas e precisas”, observou um usuário do Chrome .”

Emily Schechter

 “A equipe do Chrome valoriza a simplicidade, a usabilidade e a segurança das superfícies de interface do usuário“, disse a gerente de produtos de segurança do Chrome, Emily Schechter .

“Para tornar os URLs mais fáceis de ler e entender e para remover distrações do domínio registrável, ocultaremos os componentes de URL irrelevantes para a maioria dos usuários do Chrome.”

A atualização mais recente do Chrome exibe as palavras “não seguro” na Omnibox se você visitar um site que use http em vez de https, o que ajudará os usuários da Web a saber se podem confiar que o site que estão usando é seguro, mas isso não agrada os desenvolvedores.

Resta saber se a reação negativa será suficiente para levar o Google a reverter a mudança uma segunda vez, pois no lançamento do Chrome 68 eles recuaram dessa implantação.

Com informações do TechRadar

www

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<