Últimas notícias

Fique informado

Leonardo Queiroz da Frooty Brasil conta como o apoio da Arcserve foi importante para o crescimento da Cia

19 de janeiro de 2021

Spotlight

PL 317/21: Plenário aprova criação do Governo Digital

O PL 317/2021, conhecido como o do Governo Digital segue agora para sanção presidencial.

26 de fevereiro de 2021

Qual é o valor legal de uma assinatura eletrônica?

No passado, muitas pessoas relutavam em usar documentos ou assinatura eletrônica, questionando sua validade legal e a capacidade de usá-los como evidência ​​em processos judiciais ou demais contextos jurídicos

25 de fevereiro de 2021

Diretor da Digicert fala sobre os megavazamentos no Brasil e as novas relações de confiança na internet

Segundo Dean Coclin , “Os consumidores devem agora olhar além da fechadura para verificar se o site é autêntico”.

24 de fevereiro de 2021

Assinatura Eletrônica nos contratos e em outros atos jurídicos

“A assinatura eletrônica decorrente de certificados emitidos no âmbito do ICP-Brasil é eficaz para qualquer ato jurídico por força do art. 10 da MP 2.200-2/2001”

23 de fevereiro de 2021

Mergulhando e Navegando no Submundo da Deep Web

Deep Web (dark web, deepnet, invisible net, undernet, ou hidden web) refere-se a qualquer rede fechada que compreende um grupo privado de pessoas, que querem se comunicar.

25 de julho de 2016

O sólido crescimento registrado pela empresa ao longo dos últimos anos acabou por gerar novos desafios também para a sua área de TI

Desde 1994, a Frooty Brasil produz uma ampla linha de produtos alimentícios a partir da polpa do açaí e da pitaya, além de sucos e smoothies.

Seu crescimento consistente ao longo dos últimos anos levou a empresa a inaugurar em 2018 três novas unidades produtivas e o sucesso da marca acabou por gerar desafios para a manutenção de um crescimento sustentado, com o aumento de demanda também atingindo a área de TI.

Neste processo de crescimento, uma questão diretamente relacionada à área de TI se destacou: a importância de se conferir prioridade para o gerenciamento de riscos, com a implantação de uma gestão centralizada, menos fragmentada.

Leonardo Queiroz, Head de TI da Frooty Brasil

“Para o backup do banco de dados era empregada uma ferramenta do próprio SQL e para o servidor de arquivos usávamos a própria solução do Windows”, relembra Leonardo Queiroz, Head de TI da Frooty Brasil.

“Não tínhamos uma visão abrangente do que estava realmente ocorrendo. Esta realidade levava a empresa a correr riscos desnecessários e ficou claro que precisávamos adotar um olhar mais atento para esta situação”.

A Frooty Brasil foi ao mercado em busca de uma solução capaz de entregar com eficiência e segurança um gerenciamento centralizado e encontrou a resposta no Arcserve UDP, que combina tecnologias comprovadas de recuperação de desastres, backup, replicação e desduplicação global real em uma solução unificada.

Entre seus vários recursos estão recuperação rápida, backup abrangente, excepcional integração com a nuvem e geração de relatórios avançados. Sua ampla e eficaz proteção atende todas as demandas por segurança e disponibilidade dos dados nos mais diversos ambientes, seja on-premise, virtual, hiperconvergente, SaaS ou na nuvem.

Segundo Leonardo Queiroz, qualquer perda de informação representa um imenso problema para o negócio.

“Precisamos mitigar esta situação, pois se é verdade que o risco sempre existe, quando fazemos uso das ferramentas apropriadas, ele cai drasticamente.”

Em sua visão de especialista, quando se fala em proteção de dados, a grande preocupação é no sentido de garantir a continuidade dos negócios.

“Quando não se tem uma ferramenta específica para a solução da questão de backups e de segurança dos dados, acabam sendo utilizados recursos não tão bem estruturados e não tão eficientes, incapazes de entregar o nível de segurança e de agilidade que a empresa necessita”, alerta.

No caso da Frooty Brasil, a gestão de backups e da proteção de dados passou a ser uma prioridade.

“Fomos ao mercado buscar uma forma de gerenciamento mais robusta, confiável e automatizada. Hoje temos políticas bem definidas para esta área e a empresa conquistou um nível de proteção extremamente elevado e profissional”, comenta Leonardo Queiroz.

Ao decidir pelo Arcserve UDP, a Frooty Brasil, além de passar a contar com uma ferramenta centralizada de gestão, também registou um expressivo ganho nos seus índices de compactação do backup.

“Quando comparamos o volume de dados protegidos com o espaço demandado de armazenamento o resultado final é impressionante, chegando a uma relação de 9 para 1. Ou seja, passamos a ter uma economia de espaço de quase 10 vezes”, finaliza Leonardo Queiroz.

Sobre a Arcserve – A Arcserve fornece soluções excepcionais para proteção dos ativos digitais de valor inestimável de empresas que precisam de proteção abrangente e em larga escala dos seus dados. Fundada em 1983, a Arcserve é o nome mais experiente do mundo em soluções para a continuidade de negócios, protegendo infraestruturas de TI de diferentes gerações com aplicações e sistemas em qualquer local, dentro da empresa e na nuvem. Organizações em mais de 150 países confiam na experiência, no conhecimento e nas tecnologias integradas e altamente eficientes da Arcserve para eliminar os riscos de perda de dados e de inatividade prolongada, reduzindo em até 50% os custos e a complexidade da realização de backup e recuperação de dados. Com sede em Minneapolis, Minnesota, a Arcserve está presente em várias partes do mundo. Saiba mais em www.arcserve.com/br e siga a @Arcserve_br no Twitter.

Sobre a Frooty Brasil – É a maior empresa brasileira no segmento de açaí processado, com mais de 60% de participação neste mercado. O crescimento da demanda do mercado por seus produtos levou a empresa a ampliar sua capacidade produtiva, inaugurando em 2018 três novas fábricas: Poços de caldas – MG, Manacapuru – AM e Mocajuba – PA. Hoje, com 300 colaboradores, a Frooty Brasil conta com mais de 30 mil pontos de venda no Brasil e tem os seus produtos comercializados em 15 países da Europa, Ásia e América Latina.