Últimas notícias

Fique informado

LGPD e os impactos nas empresas: afinal, quem deve cumprir a lei?

29/07/2020

Spotlight

Presidente do ITI fala sobre a CertLive que abordou as MPs 951 e 983

Conversamos com Carlos Roberto Fortner sobre a primeira CertLive recebeu parlamentares e integrantes do governo brasileiro em torno das MPs 951 e 983 de 2020.

31/07/2020

Associações da Sociedade Civil manifestam seu apoio à aprovação da MP 951/2020

A MP autoriza a emissão dos certificados digitais, no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil, por meio de videoconferência.

31/07/2020

O pequeno herói e sua conexão com a tecnologia para acesso ilimitado e seguro

Neste ebook apresentamos a história do pequeno herói neerlandês e sua conexão com a tecnologia do SafeSign e todo o ecossistema de soluções da AET – Unlimited access to your world.

22/07/2020

De volta para a LGPD

Elogiada por seu conteúdo, inclusive por suas semelhanças com a

05/06/2020

A vigência da LGPD e as os desafios para a proteção de dados em meio à COVID19

Muitas empresas sequer estavam estruturalmente preparadas para uma mudança tão drástica e repentina. Fato é que há uma enorme quantidade de dados, antes restritos ao ambiente controlado das empresas, circulando por e-mails, serviços de mensageria e canais de comunicação eletrônicos.

25/05/2020

Até onde se tem o direito de quebrar a privacidade do cidadão em nome da segurança ou da saúde? Essa discussão trouxe a público a nossa lei, LGPD

Por Enio Klein

Enio Klein, CEO da Doxa Advisers

A pandemia deixará marcas indeléveis em nossas atitudes, nossos comportamentos e até na forma em que vemos o futuro. Sob diversos cenários e perspectivas. Pessoalmente e profissionalmente.

A pretensa dicotomia entre privacidade e saúde veio à tona, a exemplo do que já vinha acontecendo em relação à segurança pública.

Até onde se tem o direito de quebrar a privacidade do cidadão em nome da segurança ou da saúde? Essa discussão trouxe a público a LGPD, a nossa legislação que trata de privacidade e proteção de dados.

E, a partir da lei, se vê a conscientização e preocupação da sociedade com o assunto. O passo seguinte, e já se percebe isso no dia a dia, mesmo que ainda de forma tímida, será cobrar dos fornecedores de bens e serviços (inclusive públicos) um posicionamento mais claro sobre a legitimidade, finalidade e a forma como protegem os dados pessoais que coletam.

Principalmente as sensíveis, como biometria, de saúde, entre outros. Contudo, considero como preocupação o fato de ainda percebermos no mercado uma polarização da propriedade do assunto entre as áreas jurídicas (ou conformidade) e a de tecnologia da informação.

Nos primeiros tempos, essa polaridade era compreensível, já que, como lei, é natural que os profissionais de direito estejam envolvidos. Passados quase dois anos de discussão, desde que a lei original foi promulgada, é preocupante a falta da percepção de que o cumprimento da lei passa necessariamente pelas áreas de negócio.

O que tenho notado pelos comentários em empresas que visito ou em lives que faço ou assisto, é que existe um hiato entre a perspectiva legal e a operação do negócio. As áreas de tecnologia têm tido grande dificuldade de saber o que precisam fazer para apoiar a empresa nesse sentido.

O resultado é que uma parte relevante dos projetos de adequação patinam por falta de engajamento adequado das áreas de negócio.

A quem cabe cumprir a lei

Certamente, não é a área de TI e nem a jurídica que irão cumprir a lei. O processo deve ser feito juntamente com RH, facilitadores e patrocinadores. O negócio em suas operações do dia a dia é que precisarão cuidar disso.

Campanhas de marketing, coleta de informações no ponto de venda, compartilhamento de informações com planos de saúde, biometria (inclusive a facial) para controle de frequência, por exemplo, são tratamentos realizados pelas áreas de negócio ou apoio.

E é sobre elas que recairão os maiores impactos para que a lei seja cumprida. Inclusive as sanções. Como deixa-las de fora? Elas não são coadjuvantes. São protagonistas e responsáveis pelo sucesso.

LGPD e a Covid-19: Os riscos do adiamento da lei para os negócios brasileiros

LGPD e o tratamento das biometrias: como manter a segurança da empresa sem ter problemas com a nova lei? Por Erico Santos

LGPD: por que os Serviços Gerenciados em SI devem estar na sua estratégia?

Apresente suas soluções e serviços no Crypto ID! 

Nosso propósito é atender aos interesses dos nossos leitores, por isso, selecionamos muito bem os artigos e as empresas anunciantes. Conteúdo e anúncios precisam ser relevantes para o mercado da segurança da informação, criptografia e identificação digital. Se sua empresa é parte desse universo, baixe nosso Mídia Kit, escreva pra gente e faça parte do Portal Crypto ID!

ACESSE O MÍDIA KIT DO CRYPTO ID

contato@cryptoid.com.br  
+55 11 3881 0019